Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Veranópolis recebe título de Cidade Amiga do Idoso da OMS

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   30/01/2017

Veranópolis, 31 de janeiro de 2017 – O município gaúcho de Veranópolis é a primeira cidade brasileira a receber o título de Cidade Amiga do Idoso, concedido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, apoiou o projeto que habilitou a cidade a conquistar o título. A iniciativa, encaminhada e aprovada pela OMS, contempla um amplo diagnóstico sobre a população idosa de Veranópolis e a proposição de um plano com ações voltadas para a promoção do bem-estar e melhoria da qualidade de vida. 

Ao receber este título, Veranópolis, que já é reconhecida como a capital nacional da longevidade, passa a integrar uma rede global de Cidades Amigas dos Idosos, composta por 380 cidades em 37 países das Américas, Europa, Ásia e Oceania. Isso possibilitará que o município compartilhe e troque experiências sobre o tema, participe de fóruns globais de discussão e obtenha suporte técnico da OMS para o desenvolvimento dos seus projetos voltados ao envelhecimento ativo.

“Ao integrar essa rede global, Veranópolis amplia as possibilidades de linhas de financiamento interno e externo para o desenvolvimento de projetos voltados ao envelhecimento populacional, assim como aumenta a sua capacidade de atrair novos investimentos”, diz o diretor de Sustentabilidade da CPFL Energia, Rodolfo Sirol. O projeto, desenvolvido pelo Conselho Municipal do Idoso de Veranópolis, contou com apoio de uma comissão técnica e da Prefeitura Municipal, sendo coordenado do Centro Internacional de Longevidade Brasil.

O caminho para se tornar uma cidade mais amiga do idoso — e, desta maneira, de todas as idades — começou a ser trilhado em julho do ano passado, quando a Prefeitura de Veranópolis encaminhou à OMS uma carta-compromisso com o plano de ações oriundo do diagnóstico da população idosa da cidade. Após a análise do projeto pela metodologia da OMS, o título de Cidade Amiga do Idoso foi concedido no final de 2016.

O programa Cidades Amigas do Idoso, da OMS, é um trabalho contínuo de avaliações e aprimoramento, especialmente ligado às ações do poder público, que se divide em ciclos de 3 a 5 anos. Cada um dos ciclos é subdividido em quatro fases. A primeira delas foi a do planejamento. A segunda foi a elaboração de um plano de ação. A partir do reconhecimento, iniciam as outras duas fases: implementação do plano e monitoramento de seu resultado; e a análise dos benefícios proporcionados à população. 

A CPFL Energia apoia o projeto por entender que Veranópolis, pelo histórico ligado à valorização do idoso, tem um ambiente propício ao envelhecimento ativo. Desde 2014, o Grupo destinou R$ 611 mil na iniciativa, cujos recursos foram usados para financiar as pesquisas com a população que serviram para a elaboração do diagnóstico da situação e do plano de ação das políticas públicas da cidade.

Outras cidades são incentivadas pelo Grupo CPFL

O projeto Cidades Amigas do Idoso tem quase uma década de existência e foi criado pela OMS para promover iniciativas que favoreçam o envelhecimento ativo da população. O Grupo CPFL participa desta ação mundial, que transforma municípios em Cidades Amigas do Idoso, por meio do projeto Municípios para Todas as Idades, investindo recursos da sua dedução fiscal. Além da cidade gaúcha, Jaguariúna, Sorocaba e São José do Rio Preto, no Estado de São Paulo, e em Gramado, no Rio Grande do Sul, também integram a iniciativa.

Para receber a certificação internacional, o município proponente precisa preencher uma série de requisitos que atestem seu compromisso com conceitos estabelecidos no Marco Político de Envelhecimento Ativo, lançado pela OMS em 2002 e revisado pelo Centro Internacional de Longevidade Brasil (ILC-Brasil) em 2015, e no Guia Global de Cidades Amigas do Idoso lançado pela OMS em 2007. No Marco Político, há um prognóstico sobre envelhecimento e a longevidade e quais ações devem ser adotadas para que aconteçam mudanças nas áreas da saúde, serviços sociais, emprego e renda, moradia, transporte, justiça e desenvolvimento para a população.

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 104 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 14,3% de participação, totalizando mais de 9,1 milhões de clientes em 679 cidades em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o terceiro maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011, criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.192 MW no final do terceiro trimestre de 2016. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 12º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa. 

Tags:
    CPFL Energia; sustentabilidade; terceiro setor; envelhecimento ativo; terceira idade; Veranópolis; cidade amiga do idoso