Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Grupo que controla a RGE desenvolve simulador de realidade virtual para treinamento em subestações

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   14/04/2016

Caxias do Sul, 15 de abril de 2016 - Uma tecnologia em fase final de desenvolvimento pela CPFL Energia, grupo que controla a RGE, e o Instituto Eldorado na área de Treinamento & Desenvolvimento promete mudar a forma como se aplicam capacitação em subestações de energia elétrica. As empresas desenvolveram um simulador virtual para reciclagem de eletricistas do Grupo. A intenção do novo treinamento é aumentar tanto a segurança quanto a sua efetividade.
 
A metodologia do treinamento utiliza óculos de realidade virtual que coloca o profissional dentro de um modelo real de subestação das distribuidoras da CPFL Energia. O eletricista realizará tarefas de operação e manutenção em um ambiente 3D fiel ao ambiente real que ele encontrará em seu trabalho.
 
 "Uma subestação de energia é uma parte extremamente complexa do conjunto elétrico de distribuição de energia. É muito difícil fazer simulações reais sem colocar em risco a segurança do colaborador ou o fornecimento de energia. Por isso, essa tecnologia será muito importante para nossos eletricistas. Ela nos ajudará a manter a vocação da CPFL Energia em desenvolver profissionais capacitados para o setor elétrico", afirma o diretor de Gestão de Pessoas e Performance da CPFL Energia, Luiz Thomé.
 
As oito distribuidoras da CPFL Energia dispõem atualmente de 496 subestações nos Estados de São Paulo e no Rio Grande do Sul. Somente a RGE tem 67 subestações de distribuição em sua área de concessão. Sem elas, a distribuição da energia gerada nas usinas para as residências, indústrias de comércio não seria possível. Quando gerada, a energia carrega uma tensão muito maior do que capacidade das redes elétricas dos consumidores. A subestação é a estrutura que rebaixa a tensão da energia para que ela possa ser distribuída com segurança nas cidades, abastecendo milhares de consumidores.
 
Uma das grandes inovações deste projeto de Pesquisa e Desenvolvimento é a utilização de sensores biométricos para medir as reações biológicas e o nível de estresse do colaborador em situações de risco. A coleta dessas informações torna mais visível às necessidades individuais de aperfeiçoamento para a execução de tarefas mais complexas.
 
Dois anos de estudos e adaptações foram utilizados para elaborar a nova metodologia de treinamento. O equipamento modelo foi testado por alguns eletricistas da distribuidora CPFL Paulista, em Campinas, ajudando a melhorar o projeto em sua fase final.
 
Assim que a pesquisa for concluída, o novo treinamento será apresentado à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e irá compor o portfólio da Universidade Corporativa da CPFL Energia, que, com sete anos de atuação no Grupo, já ofereceu treinamento para aproximadamente 80 mil pessoas. O projeto é financiado com os recursos do Programa de P&D da Aneel. O simulador estará disponível para as oito distribuidoras do Grupo, dentre elas a CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz, CPFL Sul Paulista, CPFL Mococa, CPFL Jaguri, CPFL Leste Paulista e RGE, e será instalado nas cidades de Campinas, Ribeirão Preto e Bauru.
 
Tags:
    rge; treinamento; subestações; rio grande do sul; eletricista