Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

RGE recebe prêmio por projeto que renovou a iluminação de 70 prédios públicos

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   29/08/2019

​A RGE recebeu nesta sexta-feira, 30, o troféu da 26ª edição do Prêmio Expressão de Ecologia na categoria Conservação de Energia. A premiação, entregue na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), é concedida pela Editora Expressão e reconhece o projeto de iluminação eficiente desenvolvido pela distribuidora do Grupo CPFL em 70 prédios públicos de cidades da sua área de concessão no ano passado.

O projeto integrou o Programa de Eficiência Energética da RGE e substituiu 22 mil lâmpadas menos eficientes por tecnologia LED em 30 escolas públicas, 23 prefeituras e secretarias, 12 hospitais públicos, 2 sedes de órgãos de segurança e 3 associações assistenciais. A ação teve investimento de R$ 1,8 milhão.

Somados, todos os 70 prédios contemplados com as novas lâmpadas terão uma economia de R$ 715,8 mil ao ano nas contas de energia. Isso se deve à redução de 1.362,67 MWh/ano de consumo de energia elétrica e de 107,58 kW de demanda no horário de ponta. Utilizadas em larga escala desde o final do século XIX, as lâmpadas incandescentes e fluorescentes estão sendo eliminadas divido a sua ineficiência energética. Além de consumirem até 80% mais energia elétrica do que as tecnologias disponíveis no mercado, como o LED, essas lâmpadas iluminam menos e têm vida útil menor.

Cerca de 27% das lâmpadas encontradas nos prédios públicos que receberam a ação do ano passado eram incandescentes compactas. As demais eram lâmpadas fluorescentes T10 (20 e 40W) ou ainda as versões mais recentes de lâmpadas fluorescentes T8 (16 e 32W). Por isso, a aplicação de novas unidades com LEDs traz um ganho de potência e de iluminação para estes ambientes aumentando o nível de iluminamento com menor consumo de energia.

​Muitas das lâmpadas recolhidas na substituição eram do modelo fluorescentes tubulares, que utilizam mercúrio em seu interior, ou seja, tóxicas ao meio ambiente e aos seres humanos. Sendo assim, a sua substituição por tecnologias de maior eficiência, como o LED, reduz este tipo de contaminação no futuro. Porém, devem ser acompanhadas de descarte adequado para evitar que sua liberação no meio ambiente ocasione danos. Este, inclusive, é um dos focos do projeto, no qual as lâmpadas recolhidas foram direcionadas para o descarte correto.

​O Prêmio Expressão de Ecologia foi criado em 1993 e é a mais relevante premiação do Brasil no setor empresarial. Anualmente, o prêmio reconhece ações de empresas e órgãos do poder público que visem a sustentabilidade nas suas ações. 

Tags:
    Eficiência Energética; iluminação pública; RGE