Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

RGE integra processos técnicos e comerciais no Centro de Operações em Caxias

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   03/05/2016

Caxias do Sul, 4 de maio de 2016 – A Rio Grande Energia, distribuidora do Grupo CPFL Energia no Rio Grande do Sul, deu mais um passo à integração dos processos comum a todas companhias do grupo. Desde o dia 25 de abril, o Centro de Operações da Distribuição e do Sistema (COD/COS) da RGE consolidou a gestão de todos os processos operacionais (técnicos e comerciais) realizados nos 264 municípios da área de abrangência da concessionária.

Esta mudança segue a estratégia da empresa de transformar o Centro de Operações em um Centro de Operação Integrado (COI). Nesta primeira etapa, o CO da RGE passou a centralizar o despacho das notas comerciais em conjunto com os serviços técnicos emergenciais que já faziam parte do escopo do centro.

Com o COI, as atividades de campo, sejam elas comerciais ou operacionais, ganham mais agilidade e dinamismo. Com todos os operadores reunidos em um mesmo ambiente e sob a mesma gerência, os processos ganham velocidade e o tempo de resposta é reduzido em situações de contingências, como temporais, ou para ações rotineiras e regulatórias, como ligações de novos clientes à rede elétricas, cortes por fraudes e religues.

“Como todos os operadores na mesma sala, podemos planejar melhor as nossas ações. Nossos operadores passam a ter uma visão macro do que está acontecendo e trabalham integrados. Temos condições de, por exemplo, aproveitar uma equipe que fará um trabalho emergencial em uma cidade para realizar ações da área comercial no município na mesma viagem“, diz gestor do COI da RGE, Rodrigo Bertani. 

Todas as equipes comerciais, multifuncionais e emergenciais, primárias e terceirizadas, receberão as atividades a ser executadas por meio de dispositivos móveis (smartphones e tablets). A sistemática está alicerçada principalmente no sistema de mobilidade CWS (CPFL Workforce System), um produto desenvolvido pela Authi, empresa de desenvolvimento de soluções de TI do Grupo CPFL Energia.

Com a mudança no procedimento, a RGE passa a trabalhar da mesma forma das outras sete distribuidoras do Grupo CPFL. A mudança na operação começou a ser articulada ainda no final do ano passado, quando a RGE também passou a operar no robusto sistema comercial e operacional CCS.

Atualmente, 43 colaboradores trabalham no novo COI, que funciona no quarto andar do prédio da sede da RGE, em Caxias do Sul.

Tags:
    rge; centro de operações; operações técnicas; operações comerciais; integração; rio grande do sul; energia