Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

RGE iniciará projetos de Eficiência Energética voltados à indústria e ao poder público

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   29/01/2018

​Caxias do Sul, 30 de janeiro de 2018 – A Rio Grande Energia (RGE) iniciará, em fevereiro, dois projetos que possuem como objetivo promover o consumo mais consciente de energia em indústrias e instituições do poder público. O Programa Educacional de Eficiência Energética (PEEE) contará com aulas teóricas e a elaboração de projetos práticos de gasto eficiente de energia elétrica, que poderão ser implementados nas empresas. As inscrições poderão ser feitas até 25 de fevereiro.
 
Os projetos, que fazem parte do Programa de Eficiência Energética da RGE, no total comtemplará 360 participantes nesta primeira edição, sendo 180 da indústria e 180 do poder público e ainda há vagas disponíveis. O curso acontece na modalidade semipresencial, com todos os conteúdos disponibilizados em um sistema online. Os quatro encontros presenciais do programa ocorrerão em Caxias do Sul e Passo Fundo, o que não impede que pessoas de outras cidades participem.
 
A ideia é que, após o programa, as ações sejam desenvolvidas nas empresas e instituições dos participantes visando, entre outras coisas, a redução de custos com energia e manutenção, a modernização de equipamentos para ampliar a competitividade de gestão energética e a sustentabilidade.
 
No início de março, um evento presencial apresentará o PEEE aos alunos, que será constituído por três módulos. No primeiro, haverá um nivelamento dos conhecimentos e a apresentação dos conceitos básicos de gestão eficiente de energia. Cinco disciplinas fazem parte deste módulo, entre elas Política de gestão energética, Comercialização de energia – preços e tarifas e Legislação e regulação do setor de energia.
 
O segundo módulo do programa já apresentará avanços sobre os conceitos específicos de alguns equipamentos, com disciplinas como Medição e verificação, Consumo e produção, Eficiência energética no uso do vapor, em sistemas de refrigeração, em sistemas de condicionamento de ar, em sistemas de iluminação artificial, no uso da água, entre outros. Neste módulo, os alunos farão um pré-diagnóstico energético do seu local de trabalho e, junto aos técnicos do programa, simularão a economia de energia com ações de eficiência energética.
 
No começo e no final de cada módulo, os alunos participam de workshop para apresentar os resultados e projetar as ações que seguirão. No último módulo, o projeto de eficiência energética será desenvolvido junto aos engenheiros da RGE. Para isso, serão trabalhadas questões que envolverão a viabilidade econômica do projeto e, também, pontos do setor de energia e do meio ambiente.
 
Segundo o coordenador do Programa de Eficiência Energética da RGE, Odair Deters, é preciso trabalhar, de maneira sistemática, projetos de educação para o consumo de energia, seja com pequenos, médios ou grandes clientes, como é o caso da maioria das indústrias e órgãos ligados ao poder público, como os hospitais. “Projetos como este levam informação aos clientes. Instigamos todos a pensarem, junto com a distribuidora de energia, em ações para que o consumo de energia seja mais eficiente e racional”, ressalta Deters.
 
Ele também frisa que, a partir de capacitações como a do Programa Educacional de Eficiência Energética, as empresas podem apresentar projetos mais completos de eficiência energética nas chamadas públicas divulgadas anualmente pela RGE, quando as ações passam a ter apoio financeiro da distribuidora para sua concretização.
 
O Programa Educacional de Eficiência Energética irá até setembro quando, em um evento conjunto, haverá a premiação dos melhores projetos. O curso tem duração de 260 horas e possui acompanhamento de tutores durante todo o processo, seja ele presencial ou à distância. O investimento na execução deste programa será de R$ 2,5 milhões, custeando todos os materiais para as aulas, bem como a presença de instrutores. O que se espera, ao final de todo o processo, são melhorias do consumo de energia nos diferentes locais em que os alunos atuam, o que pode ser levado para suas residências de igual forma.
 
Interessados em participar do programa podem entrar em contato pelo e-mail comercial@datte.com.br até o dia 25 de fevereiro.
 
 

Tags:
    rge; investimento; eficiência energética; grupo a; poder público