Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

RGE e RGE Sul alertam para atuação de golpistas que agem em nome da companhia

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   28/12/2017

São Leopoldo, 29 de dezembro de 2017 – A RGE e a RGE Sul estão alertando os clientes para a atuação de golpistas em suas áreas de concessão. Com uma nova prática, criminosos enviam supostas faturas de energia para as residências. Os boletos, no entanto, não correspondem às faturas da RGE e RGE Sul. As faturas de energia verdadeiras sempre terão código de barras com quatro campos e sem pontuação entre eles, da mesma forma como são os convênios dos serviços públicos. Na atuação dos golpistas, o código de barras corresponde a um boleto simples, com cinco campos numéricos, sendo um deles de apenas um dígito e pontuação entre os números. Além disso, o tom de vermelho é diferente do usado pela RGE e RGE Sul.

 

Nas informações coletadas pelas concessionárias, com os clientes que relataram o problema, foi apurado que a ação ocorreu após a entrega das contas originais, feita pelos agentes comerciais da empresa. Segundo relatos, as contas verdadeiras foram substituídas por outras falsas quando já estavam na caixa de correspondência do cliente, e entregues novamente pelos golpistas cerca de 48h após. “Frisamos a necessidade de se ter caixas de correspondências que não permitam a retirada de documentos, bem como dar acesso ao agente comercial a locais seguros onde os documentos possam ser entregues”, comenta Alex Sandro Ribeiro Wachholz, Gerente de Atendimento da RGE e RGE Sul. Segundo ele, as faturas das duas distribuidoras sempre terão no seu código de barras a inicial 836, que indica ser uma fatura de energia elétrica. No segundo bloco do código, obrigatoriamente, deverá aparecer os números 0086 (para os clientes da RGE Sul) ou 0089 (para os clientes da RGE), conforme imagem anexa. Isso identifica que a fatura é verdadeira. Vale ressaltar que a utilização dos serviços de conta por e-mail e de débito automático auxiliam no combate a toda espécie de fraudes na fatura.

 

 

Caso o cliente suspeite de algo incorreto na fatura de energia elétrica, como valor, código de barras e qualidade do papel, a RGE recomenda que os dados do consumidor sejam confirmados pelo Call Center (RGE 0800.970.0900 e RGE Sul 0800.707.7272) ou pelos sites: www.rge-rs.com.br e www.rgesul.com.br.

 

A atuação dos golpistas também passa pelo envio de códigos de barras falsos por SMS e supostas visitas técnicas. Para evitar prejuízos, RGE e RGE Sul estão atuando em parceria com a Polícia Civil, no fornecimento de informações e dando dicas para que seus clientes se protejam. As distribuidoras atestam que nenhum de seus colaboradores ou prestadores de serviço faz ou está autorizado a fazer em nome das empresas a cobrança de qualquer valor ou a solicitar depósitos/ transferências em contas bancárias. Eletricistas e leituristas agentes comerciais, que utilizam uniforme e crachá de identificação com foto, também não entram nas casas dos clientes. Seu acesso é restrito aos medidores de energia elétrica.

 

As duas empresas também informam que não fazem qualquer tipo de serviço mediante pagamento prévio. As cobranças são realizadas apenas via fatura de energia. Mesmo via telefone, não há a solicitação de senha de acesso ao site da RGE e RGE Sul, o que, inclusive, é pessoal e intransferível de cada consumidor.

 

Na hipótese de o cliente ter sido vítima ou alvo de algum golpista, a orientação é a de que procure a Polícia Civil e efetue o registro de um Boletim de Ocorrência.

Tags:
    rge; rge sul; alerta; golpe; área de concessão; polícia civil