Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

RGE e CPFL Energia apoiam projeto de Veranópolis para a melhora da qualidade de vida dos idosos

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   27/07/2016

Veranópolis, 28 de julho de 2016 - Um projeto apoiado pela Rio Grande Energia (RGE) e o Grupo CPFL Energia pode tornar Veranópolis, na Serra Gaúcha, o primeiro município brasileiro a receber o selo de Cidade Amiga do Idoso da Organização Mundial da Saúde (OMS). No próximo dia 29, data de abertura da 18ª Jornada de Inverno da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, a Prefeitura Municipal assinará a carta de compromisso com ações que serão desenvolvidas na cidade até 2019. O documento será encaminhado à OMS para oficializar a participação de Veranópolis na Rede Mundial de Cidades Amigas do Idoso.

O programa Cidades Amigas do Idoso, da OMS, é um trabalho contínuo de avaliações e aprimoramento, especialmente ligado às ações do poder público, que se divide em ciclos de 3 a 5 anos. Cada um dos ciclos é subdividido em quatro fases. A primeira delas é a do planejamento. A segunda é a elaboração de um plano de ação, que será apresentado à comunidade no dia 29. As outras duas fases são de implementação do plano e monitoramento de seu resultado e, por fim, a análise dos benefícios proporcionados à população.

Para o desenvolvimento do projeto, os idosos de Veranópolis foram convidados a avaliar as condições do município para o envelhecimento ativo. Em uma pesquisa realizada ao longo do último ano, os entrevistados foram abordados sobre os investimentos realizados pelo poder público em infraestrutura, lazer, transporte, moradia e qualidade de vida.
Na pesquisa, foram entrevistados 836 moradores da cidade com mais de 60 anos (363 homens e 473 mulheres). Deste total, 78,1% vivem na área urbana e outros 21,9% na área rural. Conforme o declarado na pesquisa, 26,3% ganham até um salário mínimo por mês, 33,2% recebem entre um e dois e apenas 9,6% tem remuneração superior a cinco salários por mês. 

Nas entrevistas, eles apontaram que o município, reconhecida nacionalmente como a Capital da Longevidade, conta com prédios públicos com boa circulação e acesso, que há bancos para descanso em áreas públicas, que os motoristas de ônibus são educados, que há acesso à informação em locais públicos e que são oferecidas oportunidades para levar uma vida mais saudável, entre outros pontos positivos destacados.

Porém, a maior parte dos participantes da consulta também citou sobre a falta de manutenção das calçadas, a carência de instituições especializadas no atendimento de idosos e oferta limitada de atividades culturais e sociais para a terceira idade, além da insegurança na cidade. 

O efeito prático do plano de ação é o compromisso da prefeitura de Veranópolis em revitalizar as calçadas e o passeio público, construir um centro de convivência para os idosos e criar mecanismos para a inclusão digital dos moradores. Também ficou acertado, com base nas demandas da própria comunidade, que o poder público vai incentivar a participação em programas sociais e de valorização pessoal e investir na saúde da população. Em Veranópolis, a CPFL, por meio da doação de recursos do seu Imposto de Renda para o Conselho Municipal do Idoso, financiou o trabalho de pesquisa que serviu para elaboração do plano de políticas intersetoriais que vão beneficiais os idosos e credenciais o município à certificação da OMS.

A CPFL Energia, por meio de sua Diretoria de Sustentabilidade, vem apoiando o projeto por entender que Veranópolis, pelo histórico ligado à valorização do idoso, tem um ambiente propício ao envelhecimento ativo. Desde 2014, o Grupo destinou R$ 611 mil na iniciativa, cujos recursos foram usados para financiar as pesquisas com a população que serviram para a elaboração do diagnóstico e do plano de ação das políticas públicas da cidade.

Outras duas cidades são incentivadas pelo Grupo CPFL

O projeto Cidades Amigas do Idoso tem quase uma década de existência e foi criado pela OMS para promover iniciativas que favoreçam o envelhecimento ativo da população. O Grupo CPFL participa desta ação mundial, que transforma municípios em Cidades Amigas do Idoso, por meio do projeto Municípios para Todas as Idades,  investindo recursos da sua dedução fiscal. Além da cidade gaúcha, Jaguariúna e Campinas, ambas em São Paulo, integram a iniciativa.

Para receber a certificação internacional, o município proponente precisa preencher uma série de requisitos que atestem seu compromisso com conceitos estabelecidos no Marco Político de Envelhecimento Ativo, editado pela OMS em 2002 e revisado pelo Centro Internacional de Longevidade Brasil (ILC-Brasil) em 2015. No Marco Político, há um prognóstico sobre envelhecimento e a longevidade e quais ações devem ser adotadas para que aconteçam mudanças nas áreas da saúde, serviços sociais, emprego e renda, moradia, transporte, justiça e desenvolvimento para a população.
Tags:
    rge; cpfl; sustentabilidade; cidade amiga do idoso; veranópolis; rio grande do sul; energia; envelhecimento ativo