Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Nota à imprensa: boletim sobre o fornecimento de energia (27/01/2016)

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   26/01/2016

​Caxias do Sul, 27 de janeiro de 2016 - ​A Rio Grande Energia informa que um forte temporal atingiu sua área de concessão na segunda-feira, dia 25, acompanhado de rajadas de vento de até 90Km/h e com a incidência de mais de 1 mil descargas atmosféricas (raios). Na terça-feira, dia 26, um novo temporal atingiu pontos isolados do Estado, também acompanhado de fortes ventos,  afetando o fornecimento de energia elétrica para parte dos clientes da região. 

Neste momento, a distribuidora está com o número ampliado de equipes em cidades da Serra e da Região Metropolitana do Estado, onde foram registrados os maiores danos à rede em virtude das condições climáticas. Gravataí, Cachoeirinha, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Farroupilha, Nova Prata e Guaporé foram as cidades mais prejudicadas. 

Desde o início das ocorrências, as equipes operacionais da empresa atuam em campo para restabelecer o fornecimento de energia o mais breve possível. O trabalho deve se estender ao longo do dia. Porém, devido a característica dos ventos deste temporal, ocorreram muitos eventos isolados, especialmente em áreas rurais, o que tem exigido mais tempo para o reestabelecimento da energia nestes locais. 

Vale lembrar que em situações climáticas adversas o principal motivo que leva à falta de energia são fatores externos, como quedas de árvores sobre a rede elétrica, interferência de galhos ou objetos lançados na rede pela força dos ventos, rompimento de cabos também pelas rajadas de vento e raios. 

A falta de energia elétrica causada por fatores externos é inerente ao modelo de rede elétrica existente no Brasil. As tecnologias de rede aérea empregadas pela RGE e em diversos países são confiáveis e eficientes, além de ter um custo acessível que impacta menos na tarifa do que uma rede de tecnologia diferenciada, como redes subterrâneas, que chegam a ser mais caras e recomendadas para localidades como condomínio e locais de grande incidência populacional. 

Tags:
    rge; energia elétrica; fornecimento de energia; rio grande do sul