Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

No Dia da Árvore, RGE enfatiza seu projeto ‘Arborização mais Segura’

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   20/09/2016

​O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro e tem como objetivo principal a conscientização a respeito da preservação desse importante recurso natural. E foi pensado no valor que as árvores possuem, para a qualidade de vida das pessoas que a Rio Grande Energia (RGE) desenvolveu seu projeto “Arborização mais Segura”, voltado ao plantio de espécimes próprios para áreas urbanas, sob as linhas de distribuição de energia elétrica, oferecendo proteção e sombreamento aos cidadãos.
 
O projeto “Arborização mais Segura” surgiu a partir da necessidade de se planejar o plantio de árvores nas cidades e adequar às espécies já existentes à infraestrutura urbana, evitando interferências nas redes elétrica, de água e esgoto e, ainda, na acessibilidade das pessoas. Para tanto, o projeto utiliza-se do inventário da arborização urbana do município.  No primeiro momento, às árvores inadequadas ao convívio harmonioso com a rede de energia elétrica serão levantadas e suprimidas, seguindo o resultado do inventário realizado pela Secretaria de Meio Ambiente, da Prefeitura. Espécimes com problemas de saúde são detectadas pelo levantamento.
 
Após a supressão, a RGE inicia a entrega de mudas que são plantadas. Além dos locais das árvores retiradas, diversos pontos da cidade também recebem o plantio. As árvores possuem porte médio, o que torna mais fácil os cuidados e o seu desenvolvimento. A interferência de galhos e de árvores representa 2/3 do tempo em que o cliente fica sem energia elétrica. No ano passado, o período chuvoso concentrou 60% das ocorrências na rede de distribuição causadas pela queda de galhos de árvores, época em que o vento forte colabora para esse aumento. O número de interrupções dobra, por causa desse problema, na comparação com o período seco. Na RGE, por exemplo, foram registradas 17.469 interrupções de energia por influencia da vegetação, no ano de 2015. Em 2016, até o momento já aconteceram 9.998 casos de interrupção.
 
  As podas das árvores existentes nas cidades também causam preocupação. Embora as distribuidoras do Grupo realizem somente o serviço emergencial, para evitar danos à rede elétrica ou comprometer a segurança das pessoas, é muito grande a quantidade de intervenções realizadas todos os anos. Com objetivo de tornar o manejo da arborização urbana mais acessível, a empresa disponibiliza para os municípios o guia “Arborização Urbana Viária: Aspectos de seu planejamento, implantação e manejo”. “Com esse guia, a RGE pretende contribuir com as prefeituras municipais, condomínios, escolas, empresas prestadoras de serviços públicos e paisagistas, disseminando a cultura do planejamento e conhecimentos técnicos sobre arborização urbana”, esclarece Rodolfo Nardez Sirol, diretor de Sustentabilidade da CPFL Energia, grupo que controla a RGE.
 
Desde 2005 as distribuidoras do Grupo distribuem o “Guia de Arborização Urbana Viária – Aspectos de seu planejamento, implantação e manejo” às prefeituras municipais, atendidas, esperando contribuir, de alguma forma, para que os cuidados com a arborização viária ganhem importância, possibilitando um convívio harmonioso com os equipamentos existentes nos logradouros públicos. Fomentar projetos de arborização urbana, desenvolvidos em parcerias com prefeituras, organizações não-governamentais, associações de moradores e empresários do setor de incorporação e construção civil é a maneira da CPFL Energia mostrar sua preocupação com nosso meio ambiente.
 
Ao adotar espécies de árvores adequadas ao convívio harmônico com as infraestruturas da área urbana é possível evitar:
• Danos nas redes de energia, de água subterrânea, de esgoto, de telefonia, de gás e galerias de águas pluviais;
• Entupimentos de calhas e canalizações;
• Danos às coberturas;
• Comprometimento da iluminação pública;
• Comprometimento da acessibilidade do passeio público (calçadas);
 
O contato das árvores com a rede elétrica pode trazer consequências sérias como:
• Vazamentos de corrente elétrica da rede para o solo (por meio das árvores), podendo inclusive atingir pedestres, principalmente em caso de chuvas.
• Rompimento de condutores, com risco de acidentes com pessoas.
• Risco de curto-circuito, com interrupção do fornecimento de energia, danos em aparelhos elétricos das residências, interferência com o sistema de sinalização, desligamento da iluminação pública e comprometimento dos sistemas de segurança e danos aos equipamentos do sistema elétrico, etc.
 
Solicitações de podas de árvores cujos galhos oferecem risco de interferência na rede elétrica ou à população, podem ser feitas por meio dos canais de relacionamento da empresa, como o site: www.rge-rs.com.br e pelo telefone 0800 970 0900 (ligação gratuita).
 
 

Tags:
    rge; dia da árvore; arborização; sustentabilidade