Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia se compromete a reduzir 5% dos processos judiciais

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   30/11/2015


São Paulo, 1º de dezembro de 2015 – A partir de hoje, a CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, tem um compromisso com o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) de reduzir em 5% o número de novos processos judiciais, através da melhoria continua no relacionamento e atendimento de seus stakeholder e fortalecendo os acordos para resolução de possíveis conflitos. O Grupo fez a adesão de suas 23 empresas ao programa “Empresa Amiga da Justiça” nesta terça-feira, em cerimônia realizada na sede do TJSP, em São Paulo. 

O programa Empresa Amiga da Justiça do TJSP foi criado em fevereiro deste ano, e pretende motivar as empresas a fortalecerem os métodos alternativos de resolução de conflitos antes que eles tornem-se processos judiciais e aperfeiçoarem os canais de atendimento aos consumidores.

A CPFL Energia é o primeiro grupo do setor elétrico a se unir com outras 16 corporações neste esforço para fazer Justiça antes de acionar o Poder Judiciário. Já fazem parte da iniciativa a TAM Linhas Aéreas, Volkswagen, Sabesp, os Bancos do Brasil, Bradesco, Itaú, Santander, Febraban, dentre outras entidades.

Para o vice-presidente Jurídico e Relações Institucionais da CPFL Energia, Luiz Eduardo Osorio, reduzir a quantidade de processos judicializados e aumentar o índice de acordos pré-judiciais trazem benefícios tanto para a empresa quanto para o País. “Atender com excelência nossos clientes e chegar a um acordo são a maneira mais natural e justa de solucionar um problema. Trabalhamos sempre para não causar qualquer situação de injustiça, mas se algo for questionado, temos todo o interesse em solucionar o problema dentro de nossa própria casa. O Poder Judiciário também ganha, pois pode concentrar-se no julgamento de casos mais complexos e promover a Justiça com mais agilidade”, afirma o executivo. 

A CPFL Energia vem promovendo constantes discussões internas sobre o tema, o que será reforçado com o presente compromisso, especialmente buscando refletir e orientar gestores e colaboradores para cumprir a meta proposta. 

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 103 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,5 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.127 MW no final do terceiro trimestre de 2015. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os 15 maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 10º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Tags:
    CPFL Energia; Justiça; Amiga; TJSP; conciliação