Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia investe R$ 59,8 milhões no Programa de Eficiência Energética em 2015

Escrito por:

Assessoria de Imprensa   01/02/2016


Campinas, 02 de fevereiro de 2016 – A CPFL Energia, maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, investiu, em 2015, em torno de R$ 59,8 milhões em eficiência energética nos 571 municípios atendidos pelas oito concessionárias do Grupo nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul, conforme aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

Com o investimento, os projetos do Programa de Eficiência Energética da CPFL Energia economizaram, no ano passado, 33,87 mil MWh, energia suficiente para abastecer, aproximadamente, 14 mil clientes residenciais com consumo médio de 200 KWh mensais, pelo período de um mês.  A iniciativa também evitou a emissão de 3,340 mil toneladas de CO2. Para efeito de comparação, essa quantidade de dióxido de carbono representa o mesmo que o plantio de 20,040 mil novas árvores.

Além de reduzir a conta de luz dos consumidores contemplados, o investimento também ampliou a oferta de energia na área de concessão da CPFL Energia, beneficiando todos os clientes atendidos pelas distribuidoras do Grupo. “Os recursos do programa de Eficiência Energética provêm do valor arrecadado nas contas de energia elétrica. Essa verba volta para a sociedade por meio de projetos que buscam tornar mais consciente a relação das pessoas com a energia elétrica, fazendo com que os recursos sejam utilizados com responsabilidade”, afirma Luiz Carlos Lopes Júnior, Gerente de Eficiência Energética da CPFL Energia.

Do valor total de R$ 59,8 milhões, a CPFL Paulista correspondeu por R$ 32,037 milhões, alcançando uma economia de 17,298 mil MWh em 2015. A CPFL Piratininga investiu R$ 13,158 milhões, com economia de 7,818 mil MWh. A RGE (RS), por sua vez, destinou R$ 11,346 milhões aos projetos de eficiência energética, atingindo uma redução de 5,152 mil MWh. A CPFL Santa Cruz aplicou R$ 1,577 milhão, com economia de 1,729 mil MWh, e a CPFL Jaguariúna (Jaguari, Sul Paulista, Leste Paulista e Mococa) aplicou R$ 1,775 milhão, alcançando uma economia de 1,872 mil MWh.

Do total investido, merecem destaque os realizados em comunidades de baixo poder aquisitivo, que somaram aproximadamente R$ 40 milhões e beneficiaram em torno de 70 mil clientes em áreas carentes. Dentre as ações realizadas nestes locais estão: a substituição de 8,412 mil geladeiras e 7,376 mil chuveiros por modelos novos e mais eficientes; a regularização de 1,503 mil ligações clandestinas; a doação de padrões internos de energia, o chamado “postinho”; e a troca de 134,754 mil lâmpadas por modelos LED. Outros R$ 7 milhões foram utilizados para melhorar a eficiência energética de prédios públicos e empresas de serviço público (como água e esgoto), hospitais, entidades filantrópicas e escolas públicas, com doação de lâmpadas e a substituição de iluminação por sistemas eficientes de LED. 

As iniciativas educacionais, que ajudaram a formar consumidores mais conscientes da importância de se economizar energia, receberam verba de R$ 5 milhões, beneficiando quase 24 mil alunos em 235 escolas de 87 cidades; e as indústrias receberam R$ 1,8 milhão de incentivo, em projetos e equipamentos, para se tornarem mais eficientes. Para promover o consumo consciente e eficiente de energia elétrica, a empresa realizou também eventos nos municípios de suas áreas de concessão, com atividades lúdicas e educativas para a população. 

Principais iniciativas

Programa CPFL nas Escolas: a CPFL capacitou professores e educadores de escolas da rede municipal e estadual de ensino localizada nas áreas de concessão. Essas pessoas tornaram-se, em suas respectivas escolas, multiplicadores de informações sobre o uso racional e seguro da energia, nas salas de aula. O programa, realizado em parceria com as prefeituras municipais e entidades estaduais, contemplou também a visita da unidade móvel educacional na cidade, uma carreta equipada com uma série de equipamentos que mostraram, de maneira prática e divertida, as origens da energia elétrica e como utilizá-la de maneira inteligente.

Comunidades Eficientes: Este programa tem como objetivo promover o consumo consciente e eficiente de energia elétrica, e eliminar as ligações clandestinas, gerando novos clientes e levando cidadania aos beneficiados. Para receber os benefícios, os consumidores devem possuir o documento NIS (Número de Identificação Social) e estar com o pagamento de contas de energia em dia. Para quem recebe o direito ao benefício, o programa contempla doação de poste padrão de entrada (postinho), reforma das instalações elétricas das residências, doação de lâmpadas econômicas, troca de refrigeradores, substituição de chuveiros elétricos e instalação de aquecedores solar. 

Labtech: A iniciativa é dar condições para a formação de profissionais capazes de propor soluções de como utilizar a energia elétrica de maneira racional e inteligente em ambiente industrial. A partir da entrega do laboratório são capacitados os educadores que lecionam nos cursos de Eletrônica, Eletrotécnica e Eletroeletrônica a utilizarem os equipamentos. 

Gestão Energética Municipal (GEM) e Chamada Pública de Projetos: O GEM é um estudo detalhado sobre o consumo de energia das Prefeituras Municipais das áreas de concessão e capacita um corpo de servidores municipais em gestão de energia e ações de eficiência energética para melhorar a gestão do recurso público ligado ao consumo de eletricidade. Já a chamada pública para projetos de eficiência energética é um estímulo aos clientes das distribuidoras para desenvolver projetos de Eficiência Energética que contribuem para o uso inteligente de energia, por meio de inovação e utilização de equipamentos eficientes, combatendo o desperdício.

Prédios públicos, Hospitais e Entidades Filantrópicas: ações de melhoria da qualidade dos sistemas de iluminação, visando o atendimento às necessidades locais e redução do desperdício de energia e otimização dos sistemas energéticos. Foram substituídos os equipamentos obsoletos por outros mais eficientes.

Serviços públicos: avaliação e proposição de intervenções energeticamente mais eficientes em serviços públicos de água e esgoto com foco na automação, construção de reservatórios e substituição de equipamentos por modelos de alta tecnologia e eficiência.

Projetos industriais: elaboração de projetos e execução de obras com foco na eficiência energética dos processos, equipamentos e sistemas energéticos industriais.

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 103 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,5 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 11% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É um dos líderes na comercialização de energia incentivada para clientes livres.

Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.127 MW no final do terceiro trimestre de 2015. O grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os 15 maiores investidores brasileiros.

A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do Morgan Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 11º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Tags:
    Eficiência Energética; Distribuidoras; CPFL Energia