Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Energia e Instituto Ecofuturo avançam na implantação de Biblioteca Comunitária em Nova Hartz

Escrito por:

Assesspria de Imprensa   27/08/2017

Nova Hartz, 28 de agosto de 2017 – O Instituto Ecofuturo, organização mantida pela Suzano Papel e Celulose, avança na implantação do projeto Biblioteca Comunitária em Nova Hartz, iniciativa que tem o investimento da Rio Grande Energia (RGE), uma das empresas do grupo CPFL Energia no Rio Grande do Sul, e apoio do Poder Público do município. Nesta etapa, o Ecofuturo convida a comunidade para um encontro, que tem como objetivo apresentar o projeto à população, conhecer suas demandas e incentivar a participação dos moradores em todo o processo.

O evento será realizado amanhã, 29, às 19h, em um espaço ao lado da Prefeitura. Na ocasião, será definido ainda, de forma voluntária, um interlocutor comunitário, que acompanhará de forma mais próxima a implantação e, junto à comunidade, se tornará um importante ator no controle social da Biblioteca após inaugurada. O encontro deverá reunir cerca de 150 pessoas, entre professores, alunos, pais e moradores da região.

Diagnóstico identifica necessidades do município

Em julho, a equipe do Instituto Ecofuturo elaborou um diagnóstico do município para analisar informações sobre educação e iniciativas de bibliotecas, espaços e projetos de leitura já existentes na cidade. De acordo os dados, das 15 escolas da rede pública de Nova Hartz, 10 já possuem bibliotecas ou salas de leitura.

Em conjunto com a Prefeitura, foi definido então que a Biblioteca Comunitária Ecofuturo será implantada no prédio da Praça Central, onde futuramente também funcionará a Biblioteca Pública de Nova Hartz, que será transferida para o espaço a fim de atender a um número maior e mais diversificado de pessoas. “Nosso intuito é integrar as duas iniciativas, potencializando o acervo e democratizando o acesso. A nova biblioteca além de atender aos mais de 2.500 alunos do município, também estará aberta à toda comunidade, fomentando atividades de promoção de leitura e reafirmando, assim, o caráter público da unidade”, afirma Vanessa Espíndola, responsável pelo projeto no Instituto Ecofuturo.

Os próximos passos do projeto envolvem a promoção dos cursos sobre Gestão de Biblioteca e Promoção de Leitura e um workshop sobre Educação Socioambiental, que devem acontecer entre setembro e novembro. Além disso, será realizada a seleção e compra de acervo com mais de 1.000 livros novos de literatura, aquisição de mobiliário e equipamentos eletrônicos, e a reforma do prédio. A implantação tem duração estimada em 18 meses e a inauguração acontecerá até o fim de 2017.

A parceria entre o grupo CPFL Energia e o Instituto Ecofuturo também contempla a implantação de uma Biblioteca Comunitária em Igrejinha, e outras três no interior de São Paulo. Com essas unidades, o projeto alcançará o marco de 112 bibliotecas distribuídas em 12 estados brasileiros.

O investimento da CPFL Energia e da RGE no projeto Biblioteca Comunitário Ecofuturo é de R$ 1,7 milhão e faz parte da sua estratégia de uso dos recursos do subcrédito social, uma linha de crédito concedida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) quando uma empresa contrata um financiamento para a realização de investimentos. Com este crédito, a empresa tem buscado apoiar negócios de impacto e políticas públicas que promovam a melhoria dos indicadores sociais de suas comunidades.

Tags:
    rge; cpfl; investimento; cultura; educação; biblioteca do futuro; nova hartz