Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

RGE e DHL Supply Chain inauguram Centro de Distribuição Logística em Caxias do Sul

Escrito por:

Comunicação RGE    16/01/2013

A RGE - empresa do grupo CPFL Energia, que atende a 262 municípios no norte, nordeste, noroeste do Rio Grande do Sul - e a DHL Supply Chain - líder global no setor de logística - inauguraram em evento oficial hoje, o centro de distribuição logística da DHL em Caxias do Sul, a primeira operação da empresa no estado do Rio Grande do Sul. Estiveram presentes o diretor presidente da RGE, Luís Henrique Ferreira Pinto; o vice-presidente administrativo do Grupo CPFL Energia, Marcos Chaves; o presidente para a América Latina da DHL, Jeffrey Burrow; o diretor de operações da empresa de logística, Nelson Filippe; o prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, além de outras autoridades locais e representantes da empresa e convidados.  

De acordo com o Diretor Presidente da RGE, Luís Henrique Ferreira Pinto, a operação permitirá à RGE ampliar o atendimento à demanda gerada pelo crescimento de seus clientes, que chegaram ao total de 1,35 milhões em 2012, superior em 3% ao total de 2011. "Esse aumento se reflete diretamente em uma maior demanda por obras e transporte de materiais", explica. "Caxias é a segunda maior cidade que mais cresce no Brasil nas operações do grupo CPFL. Tenho certeza de que esta parceria será um case de sucesso, pois iremos aprimorar a qualidade e a agilidade no atendimento aos nossos clientes", complementa o presidente.  

Segundo o diretor de operações da DHL Supply Chain, Nelson Filippe, a parceria também provê à RGE uma padronização no escopo de fornecedores, já que a DHL é o mesmo provedor de serviços de logística de todas as oito distribuidoras do grupo CPFL, trazendo eficiência operacional e ganhos de escala. "Já são dez anos de parceria e isso significa que chegamos na maturidade do nosso relacionamento. Crescer para atender à demanda do parceiro, na nossa visão, é obrigatório", ressalta. "Com esta parceria e operação, queremos ser benchmark e referência para a região", vislumbra Filippe.

Para o vice-presidente administrativo do Grupo CPFL Energia, Marcos Chaves, a RGE tem apresentado resultados superiores, aliados a indicadores diferenciados de qualidade percebida pelos consumidores residenciais e industriais. "Nossa ênfase tem sido dar melhor serviço. A RGE está sempre entre as primeiras empresas do grupo, no binômio eficiência e sustentabilidade. A escolha da DHL foi definida pela parceria de sucesso desenvolvida há anos em outras operações do grupo", enfatiza Chaves.

O prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, reiterou o incentivo aos empreendedores na cidade e a investimentos locais. Também reforçou a importância do homem do campo, que representa 5% da população, mas que contribui para que Caxias seja a maior produtora agrícola dehortifrutigrangeiros no Rio Grande do Sul. "Caxias prima pelo empreendedorismo. O poder público é receptivo às parcerias para investimentos na cidade.

Com a nova unidade em Caxias do Sul, em uma planta logística de 6.500 m²,no bairro Desvio Rizzo, a capacidade de armazenagem será ampliada em 20%. O investimento irá atender ao crescimento de volumes de materiais utilizados para a manutenção e ampliação da rede elétrica atendida pela RGE, responsável pelo atendimento de 51% dos municípios do Rio Grande do Sul. "A CPFL compra todo o material necessário e ele é entregue nos centros de distribuição da DHL. Esse material fica armazenado e quando há uma solicitação, fazemos a separação e a entrega até o ponto em que foi solicitado", explica o executivo. 

A iniciativa está também alinhada com a política da CPFL Energia, de valorizar a economia local. "Tivemos iniciativas anteriores como a própria transferência de sede da RGE para Caxias do Sul, maior cidade localizada na área de concessão da empresa, ou a instalação de uma unidade de fabricação de postes de concreto, a Matra, em Passo Fundo, e à chegada da empresa Toledo, responsável pela logística reversa da concessionária", salienta o Presidente Luis Henrique Ferreira Pinto.

A nova parceria, na prática, encurtou as distâncias dentro da área de concessão da RGE, com o centro de distribuição mais próximo às Estações Avançadas em municípios do norte e noroeste do Estado como Passo Fundo, Erechim, Santo Angelo, Cruz Alta e Gravataí.

Como funciona

O Centro de Distribuição Logística recebe, assiduamente, suprimentos diversos de 120 fornecedores diferentes (ver quadro abaixo). No espaço são armazenados todo tipo de material concernente à operação cotidiana da concessionária, tais como: transformadores, medidores de energia, cabos e fios elétricos, eletroferragens, além de uniformes, equipamentos de segurança e todo o ferramental utilizado pelos eletricistas da RGE. A entrega desses materiais é centralizada para permitir um controle total do fluxo dos itens fornecidos, e no local é também feito o controle de qualidade dos produtos, em busca de defeitos de fabricação e funcionamento, antes da expedição.

Em seguida, a DHL faz a distribuição deste material em 63 depósitos de entrega da RGE na área de concessão, incluindo 18 Estações Avançadas (EA's) primárias, que contam com um responsável logístico, as EA's secundárias e empresas terceirizadas. Os itens entregues são utilizados em trabalhos de expansão e crescimento da rede (investimentos e melhorias), manutenção e reconstrução da rede elétrica, ligação e regularização de clientes, entre outros. Cada um dos depósitos tem uma frequência de entrega semanal. Em caso de contingência (temporais e acidentes), é feita a priorização imediata da região a ser coberta, com um plano especial de entregas exclusivas. "Esse é um mecanismo de reação rápida que otimiza as ações da concessionária em ocorrências devido ao clima severo, onde tanto as equipes de eletricistas quanto o contigente logístico ficam de sobreaviso, segundo a meteorologia", explica.

Números da operação

- 63 depósitos de entrega;

- Mais de 3.200 itens de estoque;

- Estoque de R$ 20 milhões;

- 120 fornecedores com entrega assídua ao CD;

- 950 toneladas recebidas e 950 toneladas expedidas, mensalmente, no CD;

- Produtos com tamanhos, formatos e pesos diferentes;

- Distâncias de até 700km do CD;

- Frequentes entregas emergenciais em decorrência de condições climáticas adversas na região (temporais);

- Apoio logístico da DHL em 18 estações avançadas da RGE;

- Logística reversa de medidores de energia.

Sobre a DHL Supply Chain – Companhia Mundial de Logística

A DHL é a companhia líder global no setor de logística. A empresa é especializada em serviços expressos internacionais, frete aéreo e marítimo, transporte rodoviário e ferroviário, armazenagem e distribuição, além de atuar também na área de correio internacional. Está presente em mais de 220 países, com mais de 275 mil colaboradores em todo o mundo, oferecendo excelência operacional e conhecimento do mercado local para satisfazer às necessidades da cadeia de suprimentos de seus clientes. A DHL faz parte do grupo Deustche Post DHL que gerou receita de mais de 53 bilhões de euros em 2011.

Sobre a RGE

A Rio Grande Energia (RGE) é a distribuidora de energia elétrica da região norte-nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Originada do modelo de concessão pública para distribuição de energia elétrica em 21 de outubro de 1997, a empresa atende 262 municípios gaúchos, o que representa 54% do total de municípios do Estado. A área de cobertura da RGE divide-se em duas grandes regionais: a Centro, com sede em Passo Fundo, e a Leste, com sede em Caxias do Sul. São 90.718 km² - 34% do território do Estado. Agrupadas, essas regiões apresentam um dos melhores índices sociais e econômicos do Brasil e também são as responsáveis pelo maior pólo agrícola, pecuário, industrial e turístico do estado. A RGE orienta-se pela Gestão de Qualidade Total para atingir, cada vez mais, altos níveis de eficiência para seus consumidores sendo parceira dos municípios gaúchos no desenvolvimento econômico do RS dentro de sua área de concessão. Desde 2006 a RGE passou a fazer parte integralmente do grupo CPFL Energia, o maior grupo privado do setor elétrico brasileiro.

Tags: