Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Horário de Verão deverá propiciar redução de 0,2% no consumo de energia elétrica na área de RGE

Escrito por:

Comunicação RGE    05/10/2011

A 41ª edição do Horário de Verão no Brasil começa à zero hora do dia 16, domingo, quando os relógios devem ser adiantados em uma hora

O Horário Brasileiro de Verão, que começa à zero hora do dia 16 de outubro, deverá propiciar uma redução de 0,2% no consumo de energia elétrica na área de atuação da RGE. Nos 133 dias de duração do horário de verão, os relógios devem ser adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Distrito Federal.

A RGE estima que a economia de consumo obtida com o horário de verão alcançará 6.738 MWh, volume suficiente para atender uma cidade do porte de Caxias do Sul durante 2 dias ou Passo Fundo por 7 dias. No período de pico, há expectativa de uma redução de 0,94% na demanda de energia.

O horário brasileiro de verão é válido para as regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do país. A medida não se aplica aos estados do Nordeste e Norte. O principal objetivo é melhorar o aproveitamento da luz natural.

Com os dias mais longos, é possível reduzir o consumo de energia elétrica e diminuir a demanda no horário de pico do consumo, das 18 às 21 horas. Na média, as pessoas chegam em casa a partir das 18 horas, início da noite. Logo, uma das primeiras ações é acender a luz. Na mesma hora, entra em operação a Iluminação Pública, placas de luminosos comerciais etc. No período do Horário de Verão, as cargas das residências e de Iluminação Pública passam a operar após às 19 horas, quando o consumo industrial começa a cair. Dessa forma, é possível economizar energia e proporcionar o funcionamento adequado do sistema de transmissão e distribuição de eletricidade.

Com a economia de energia prevista com o Horário de Verão, seria possível atender:

CidadePelo período de
Caxias do Sul2 dias
Gravataí5 dias
Passo Fundo7 dias
Bento Gonçalves8 dias
Cachoeirinha9 dias
Erechim10 dias
Farroupilha14 dias
Santa Rosa15 dias
Santo Ângelo15 dias
Vacaria 18 dias
Cruz Alta21 dias
Gramado22 dias
Parobé28 dias
Taquara27 dias
Três Coroas34 dias
Igrejinha35 dias
Canela37 dias
Nova Petrópolis45 dias
São Francisco59 dias
Três de Maio59 dias
Nova Hartz66 dias
Três Passos76 dias
Rolante79 dias
Picada Café127 dias
Riozinho290 dias

Sobre a RGE

A Rio Grande Energia (RGE) é a distribuidora de energia elétrica da região norte-nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Originada do modelo de concessão pública para distribuição de energia elétrica em 21 de outubro de 1997, a empresa atende 262 municípios gaúchos, o que representa 54% do total de municípios do Estado. A área de cobertura da RGE divide-se em duas grandes regionais: a Centro, com sede em Passo Fundo, e a Leste, com sede em Caxias do Sul. São 90.718 km² - 34% do território do Estado. Agrupadas, essas regiões apresentam um dos melhores índices sociais e econômicos do Brasil e também são as responsáveis pelo maior pólo agrícola, pecuário, industrial e turístico do estado. A RGE orienta-se pela Gestão de Qualidade Total para atingir, cada vez mais, altos níveis de eficiência para seus consumidores sendo parceira dos municípios gaúchos no desenvolvimento econômico do RS dentro de sua área de concessão. Desde 2006 a RGE passou a fazer parte integralmente do grupo CPFL Energia, um dos maiores grupos privados do setor elétrico brasileiro.

Tags: