Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

Canal Futura e CPFL estreiam série sobre os caminhos da energia no Brasil

Escrito por:

Comunicação RGE    09/06/2011

Desde 1º de junho, os espectadores podem navegar pelos Caminhos da Energia, novo programa do Canal Futura, produzido em parceria com a CPFL e apresentado por Amyr Klink. Em formato documental, a série mostra como a energia está presente em nosso dia a dia e reflete sobre as possibilidades de seu uso de forma eficiente e sustentável para garantir o bem estar das pessoas no planeta. O lançamento da série aconteceu hoje, (09/06), em Brasília, em um encontro que contou com a presença da Ministra de Meio Ambiente, Isabella Teixeira, o presidente da fundação Roberto Marinho, José Roberto Marinho, o presidente da CPFL, Wilson Ferreira Jr. e do apresentador Amyr Klink.  

O programa, produzido pela Giros e dirigido por Belisário Franca, apresenta as diversas formas de energia usadas desde os primórdios até as descobertas tecnológicas que aceleraram o desenvolvimento dos países e proporcionaram mais conforto às sociedades. A série mostra também como a preocupação com os recursos finitos de fontes energéticas levaram à busca pelo uso de fontes renováveis e menos nocivas ao meio ambiente.

Caminhos da Energia tem foco no Brasil, mapeando a atual matriz energética brasileira e apontando as possibilidades de geração, distribuição e consumo de energia. Apresentada pelo navegador Amyr Klink, a série é pontuada por entrevistas de mais de 50 especialistas, que apresentam o contexto histórico, mostram números e opinam sobre os diferentes caminhos que o Brasil pode seguir para diminuir o impacto da geração e consumo de energia no meio ambiente.

Amir Klink costura os conteúdos desta questão por meio de intervenções sobre suas experiências pessoais e reflexões desenvolvidas sobre o tema. "O barco é uma espécie de unidade para pensar de forma eficiente o uso de energia", diz Klink, que contou também já ter percebido as mudanças climáticas por que passa o planeta em suas viagens para a Antártica. 

Para reforçar o caráter de prestação de serviços, a parceria Canal Futura-CPFL produziu ainda uma série homônima de interprogramas que trazem dicas para evitar o desperdício de energia e serão exibidas nos intervalos da programação.

A CPFL acredita que as recentes crises internacionais colocaram o tema da energia na agenda global e, por conta disso, a série Caminhos da Energia é pertinente para a compreensão desses cenários. "O mundo está numa fronteira de mudanças e precisamos entender a complexidade desse momento", afirmou o diretor de Comunicação Empresarial da CPFL, Augusto Rodrigues. "Esse debate ocupou parte da nossa agenda corporativa nos últimos tempos. Assim, revisamos nossos direcionadores estratégicos, redefinimos a nossa visão e a nossa visão e, finalmente, incorporamos esse conhecimento e esses direcionadores em nosso Planejamento Estratégico, optando por um crescimento expressivo em energias renováveis", completou.

O caráter de conscientização e formação cidadã é o principal destaque da série, segundo a gerente geral do Canal Futura, Lúcia Araújo. "O Brasil está diante de um momento de escolhas importantes acerca de seu modelo de desenvolvimento, o que envolve, entre outras questões, a matriz energética. Com essa série, queremos dar ferramentas para que o público também possa fazer suas escolhas, como consumidores e cidadãos", completa.
Conheça mais detalhes

A série de programas tem dez episódios, com duração de 30 minutos cada, e será exibida semanalmente, sempre às quartas-feiras, às 20h30. Embora haja a preocupação de situar a questão globalmente, o foco, ao longo de toda a temporada, está no Brasil e em como o país pode continuar gerando e consumindo energia de maneira sustentável. Dentre as fontes ouvidas estão os especialistas Fábio Feldman, Sérgio Besserman (PUC-Rio), José Goldemberg (USP), Luiz Pinguelli Rosa (Coppe/UFRJ) e Roberto Schaeffer (Coppe/UFRJ); o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tomasquim; o presidente do Operador Nacional de Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp; o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Carlos Nobre; o diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner; o presidente do Instituto Acende Brasil, Claudio Sales; David Zylbersztajn e o coordenador do Programa Mudanças Climáticas e Energia do WWF-Brasil, Carlos Rittl.

A série de interprogramas também tem dez peças, com duração de um minuto cada. Com linguagem direta e simples, os interprogramas buscam estimular uma mudança comportamental nos telespectadores mostrando como é possível poupar energia em casa, no trabalho e nas horas de lazer. O uso de pilhas, eletrodomésticos, lâmpadas e água, além de aspectos sobre telecomunicação e construção sustentável, são alguns dos temas abordados.

Além da exibição no Canal Futura, a série também estará disponível no site do FuturaTec, a videoteca gratuita do Canal Futura, para download dos usuários cadastrados no sistema. O FuturaTec é reservado a instituições educacionais que usam o conteúdo do canal como material pedagógico e, hoje, conta com mais de seis mil instituições inscritas, sendo a grande maioria escolas e universidades.

Tags: