Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Renováveis anuncia aquisição de 157,5 MW em quatro parques eólicos da Bons Ventos

Escrito por:

Comunicação RGE   26/02/2012

Valor total da aquisição será de R$ 1,062 bilhão. Transação consolida liderança da companhia na AL no segmento de energia renovável

A CPFL Renováveis adquiriu em 24/2 a totalidade das quotas da Bons Ventos Geradora de Energia S.A  e seus quatro parques eólicos em operação no estado do Ceará, com capacidade instalada de 157,5 MW.  O valor total da aquisição da BVP S.A., controladora da Bons Ventos, será de R$ 1,062bilhão, que compreende: (i) o valor de R$ 600 milhões a ser pago aos vendedores; e (ii) a assunção de dívida líquida no valor de R$ 462 milhões. Os valores ainda serão ajustados com base no montante da dívida líquida e capital de giro da BVP no fechamento da aquisição. A transferência das ações está condicionada à obtenção das aprovações prévias pertinentes, nas quais se incluem a anuência da ANEEL e dos bancos financiadores.

A BVP S.A é uma empresa controlada pelo FIP Brasil Energia, pela Servtec Investimentos e Participações Ltda., pelo FIP Progresso e por pessoas físicas.

"A aquisição da BVP representa um passo importante na estratégia de crescimento da CPFL Renováveis e consolida a companhia como uma das principais operadoras de ativos eólicos do Brasil", afirmou Miguel Saad, diretor presidente da CPFL Renováveis. "A transação marca o final de um ciclo de investimento de sucesso no segmento de energia eólica para o FIP Brasil Energia, a Servtec e os outros acionistas da BVP", afirmou Oderval Duarte, sócio do BTG Pactual e gestor do FIP Brasil Energia.

Os parques eólicos entraram em operação comercial entre novembro de 2008 e março de 2010. Denominados Taíba Albatroz, Canoa Quebrada, Bons Ventos e Enacel somam potência instalada de 157,5 MW. A totalidade da energia assegurada dos quatro parques já foi comercializada por um prazo de 20 anos com a Eletrobrás, por meio do PROINFA.

Com esta nova aquisição, a CPFL Renováveis passa a ter um portfólio de oito parques eólicos em operação comercial (todos no Ceará), com 367,5 MW. Outros projetos eólicos estão em construção nos estados do Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. Com capacidade instalada de 670 MW, têm entrada em operação prevista até 2014.  O portfólio da companhia passa a contar com 809,5 MW em operação – além dos projetos eólicos, são 307 MW de PCHs e 135 MW em térmicas movidas a biomassa, e 885 MW em construção, também nas 3 fontes.

"Identificamos importantes sinergias operacionais dos parques da Bons Ventos com nossos ativos eólicos em operação na região, como ocorreu com os parques adquiridos da SIIF em 2011", disse Alessandro Gregori, diretor de Novos Negócios da CPFL Renováveis.

O Itaú BBA e o Machado Meyer Advogados atuaram como assessores da CPFL Renováveis. O Goldman Sachs e o Mundie Advogados atuaram como assessores da BVP S.A..

Sobre a CPFL Renováveis

Maior empresa da América Latina no segmento de pequenas e médias unidades geradoras de energia elétrica a partir exclusivamente de fontes renováveis, tais como hídrica, eólica e biomassa, a CPFL Renováveis tem como sócios CPFL Geração, CPFL Brasil, Pátria Investimentos, Eton Park (empresa norte-americana de gestão de recursos), FIP Brasil Energia (fundo gerido pelo BTG Pactual), Banco Bradesco de Investimento (através do BBI FIP Multisetorial Plus), DEG (banco de desenvolvimento integrante do grupo financeiro alemão KfW) e GMR Empreendimentos Energéticos.

Tags: