Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

Release

CPFL Cultura é parceira da série Fronteiras do Pensamento, que irá trazer ao Brasil os prêmios Nobel Amartya Sen e Mohamed ElBaradei

Escrito por:

Comunicação RGE    18/03/2012

A parceria  prevê a realização de programas especiais do Café Filosófico em Campinas, abertos ao público e com entrada franca

A CPFL Cultura – programa de cultura da CPFL Energia – participa, pelo segundo ano consecutivo, como parceira do seminário Fronteiras do Pensamento São Paulo– programa criado em Porto Alegre , que reúne conferencistas nacionais e internacionais das mais diversas áreas do conhecimento.

A edição deste ano, realizada em São Paulo , na Sala São Paulo, traz uma série de oito encontros que irá refletir sobre os desafios do mundo contemporâneo.  A parceria com a CPFL Cultura prevê a realização de eventos especiais em Campinas, sempre com entrada aberta ao público e transmitido ao vivo pela internet.

Na edição 2011 do Fronteiras do Pensamento, a CPFL Cultura trouxe a Campinas, para dois programas especiais do Café Filosófico, o pensador e crítico literário americano Fredric Jameson, e o filósofo francês Luc Ferry. Além desses eventos em Campinas, a CPFL Cultura realizou um especial com Edgard Morin, em São Paulo, e uma entrevista exclusiva em Leeds, norte da Inglaterra, com Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, conhecido mundialmente por seu conceito de Modernidade líquida. A entrevista resultou em um vídeo, ainda disponível no site http://www.cpflcultura.com.br/site/2011/08/16/dialogos-com-zygmunt-bauman.

Fronteiras do Pensamento 2012

Fronteiras do Pensamento abre sua segunda temporada com o Nobel de Economia Amartya Sem, no dia 23 de abril, seguido do cineasta e artista multimídia britânico Peter Greenaway, no dia 08 de maio.

Ao longo de 2012 serão oito conferências, todas na Sala São Paulo, a partir das 20h30. Dentre os destaques da programação deste ano figura o Nobel da Paz e diretor da Agência de Energia Atômica da ONU, Mohamed ElBaradei, ator e observador privilegiado de alguns dos conflitos mais agudos da recente história mundial, protagonista da chamada Primavera Árabe, no Egito.

Completam a programação Cameron Sinclair, Michael Shermer, Tzvetan Todorov, Susan Greenfield, Michel Onfray.

Abaixo, a programação completa e o perfil dos participantes.

Programação

23 abril: Amartya Sen

08 maio: Peter Greenaway

05 junho: Cameron Sinclair

29 agosto: Michael Shermer

05 setembro: Tzvetan Todorov

18 setembro: Susan Greenfield

10 outubro: Michel Onfray

30 outubro: Mohamed ElBaradei

Conferencistas

Amartya Sen_ Economista indiano, Prêmio Nobel de Economia em 1998 por sua contribuição às teorias da escolha social e do bem-estar social. Professor na Universidade de Harvard (Estados Unidos), Sen foi um dos idealizadores do Índice de Desenvolvimento Humano - IDH e fundador do Instituto Mundial de Pesquisa em Economia do Desenvolvimento (Universidade da ONU). Em 2012, recebeu do presidente norte-americano Barack Obama a Medalha Nacional de Humanidades por ser "único em suas ideias sobre as causas da pobreza, da fome e da injustiça".

Amartya Sen é reconhecido internacionalmente por dedicar grande parte de sua vida ao combate à pobreza com análises, estratégias complexas e soluções concretas, com obras traduzidas para mais de trinta idiomas. Seus conceitos tiveram grande impacto no entendimento de "riqueza" e "justiça". Para Sen o desenvolvimento de um país é medido pelo bem-estar social de seus cidadãos, e a justiça é construída de acordo com as reações da população frente às injustiças vividas cotidianamente.

Cameron Sinclair_ Arquiteto britânico, TED Prize em 2006 e fundador da organização filantrópica Architecture for Humanity, que beneficia milhares de pessoas anualmente, encontrando soluções arquitetônicas para crises humanitárias. Em mais de uma década de atuação, a organização reconstruiu hospitais, escolas e casas em dezenas de países, com eficiência e rapidez, e desenvolveu planos sustentáveis de manutenção de comunidades destruídas por guerras e desastres naturais.

Como desdobramento desta iniciativa surgiu a Open Architecture Network, primeira rede colaborativa de projetos de cunho humanitário em que engenheiros, designers e arquitetos trabalham juntos para a melhoria do planeta.

Cameron Sinclair é co-autor do best-seller Design like you give a damn, obra que defende o caráter social e humanitário do design. As ideias do livro se expandiram para diversas salas de aula do mundo, onde o arquiteto leciona como convidado para motivar futuros profissionais.

Michael Shermer_ Pesquisador e escritor norte-americano, conhecido por se dedicar à história da ciência e criar a revista Skeptic. Articulista semanal da Scientific American, é também fundador da Sociedade dos Céticos, instituição que investiga questões que se apresentam como paranormais ou supernaturais e que promove conferências com os principais nomes da ciência atual.

De um cristão fervoroso na juventude até a mudança da faculdade de Teologia para Psicologia e Biologia, a diversificada história de vida de Michael Shermer foi decisiva para a sua abordagem dos mesmos questionamentos sob os ângulos da ciência. Atualmente, divulga suas ideias pelo mundo através de palestras e escreve livros que rapidamente se tornam best-sellers.

Michel Onfray_ Filósofo e escritor francês, fundador da Universidade Popular de Caen, instituição baseada na isenção de taxas e no acesso livre, sem exigir qualquer qualificação acadêmica, comprometida em fornecer alto conhecimento para as massas sem realização de testes ou entrega de diplomas.

Com um pensamento que se caracteriza pela afirmação da razão, do hedonismo e do ateísmo militante, Michel Onfray considera que não há filosofia sem psicanálise, sociologia ou ciência. Com grande repercussão do seu trabalho nas mais diversas mídias e idiomas, possui mais de 50 obras publicadas.

Mohamed ElBaradei_ Diplomata egípcio, Prêmio Nobel da Paz em 2005 por "seus esforços para prevenir que a energia nuclear seja utilizada para fins militares e para assegurar que a sua utilização para fins pacíficos seja o mais segura possível". Ex-chefe de supervisão nuclear das Nações Unidas, é considerado uma das principais figuras para a derrubada do regime de Hosni Mubarak e mantém-se como forte crítico do conselho militar que governa o Egito desde o início de 2011.

Com base em sua carreira de diplomata, acadêmico e funcionário de várias organizações internacionais, Mohamed ElBaradei foi diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica - AIEA de 1997 a 2009, reforçando em seu mandato a não proliferação nuclear.

Peter Greenaway_ Cineasta e artista multimídia britânico, diretor de O Livro de Cabeceira, O Cozinheiro, o Ladrão, sua Mulher e o Amante e Ronda Noturna. Vanguardista de formação, o artista afirma que a sétima arte está morta. Para ele, a indústria deve "se reinventar e produzir obras originais que ampliem a imaginação e não criar filmes mecanizados iguais a milhares de outros", pois somente assim o cinema poderá se reinventar juntamente com as novas tecnologias e se libertar das amarras de uma tela centenária fadada ao fim.

Peter Greenaway é muitas vezes definido como um pintor que se tornou cineasta. A influência das pinturas barroca, renascentista e flamenga em seus filmes é de extrema importância para o rompimento com o cinema tradicional. O projeto Nine Classic Paintings (Nove Pinturas Clássicas), que teve início no ano de 2006, quando da celebração dos 400 anos de Rembrandt, inaugurou uma nova modalidade de instalação hipermidiática em que pinturas interagem com o público e ganham vida própria. Esta iniciativa contemplará outros grandes nomes como Velázquez, Pollock e Picasso.

Susan Greenfield_ Cientista e professora britânica, possui mais de trinta títulos de doutorado honoris causa. Professora do Lincoln College na Universidade de Oxford, já exerceu os cargos de diretora do Instituto Real Britânico e patrona do Alzheimer Research Trust, sendo agraciada com o Michael Faraday Prize (1998), honraria concedida pela Sociedade Real.

Conhecida por popularizar a ciência, Susan Greenfield pesquisa a psicologia do cérebro com ênfase no estudo das causas do mal de Parkinson e do Alzheimer. Sua abordagem multidisciplinar visa explorar novos mecanismos neuronais do cérebro, característicos das regiões afetadas por ambas as doenças. Seus livros, mesmo abordando temas tão complexos, trazem uma linguagem acessível ao grande público, figurando na lista dos mais vendidos no Reino Unido.

Tzvetan Todorov_ Filósofo e linguista búlgaro, mundialmente reconhecido por seu ensaísmo literário e histórico. Após graduar-se em Letras, foi para Paris aprofundar seus estudos em literatura, tendo Roland Barthes como seu orientador de doutorado e, posteriormente, colega de trabalho. Em 2008, foi agraciado, pela importância de sua obra, com o Prêmio Príncipe de Astúrias de Ciências Sociais.

Estudioso de semiologia, Tzvetan Todorov aplicou o método estruturalista à literatura e à crítica literária. Seus mais de 20 livros versam sobre temas diversos como a conquista da América, a felicidade por Jean-Jacques Rousseau, campos nazistas e a busca pela beleza com base em Rilke, Oscar Wilde e Marina Tsvetaeva. Traduzidas para mais de 25 idiomas, suas obras são hoje consideradas fundamentais nas áreas em que se aventurou.

Fronteiras do Pensamento

Fronteiras do Pensamento é um projeto cultural múltiplo que aposta na liberdade de expressão intelectual e na educação de qualidade como ferramentas para o desenvolvimento. Através de uma série anual de conferências, abre espaço para o debate sobre a identidade do século XXI, apresentando pensadores, cientistas e líderes que estão na vanguarda em suas áreas de pesquisa e pensamento.

Organizado a partir de um curso de altos estudos, dirigido ao grande público, o seminário direciona seu foco para a análise da contemporaneidade e perspectivas para o futuro, tendo como valores básicos o pluralismo das abordagens e o rigor acadêmico e intelectual de seus convidados. Originários de regiões díspares, com visões distintas e muitas vezes conflitantes, os conferencistas dirigem suas análises para a compreensão deste século, formando, no conjunto de palestras ao longo do ano, uma linha plural e interdisciplinar de pensamento. Desta forma, o projeto busca avaliar tendências, aceitando a provocação destes que são, hoje, os maiores pensadores em atuação.

Segundo o curador do evento, prof. Dr. Fernando Schüler, o Fronteiras "quer trazer para o debate temas imprescindíveis, dando aos participantes uma visão real dos próximos 10 ou 20 anos, nas diferentes áreas contempladas. Serão temas que nos trarão inquietação".

Realizado em Porto Alegre há seis anos, o Fronteiras do Pensamento soma mais de 100 conferências internacionais realizadas para milhares de espectadores. A temporada 2012 marca o segundo ano de atuação do projeto em São Paulo.

Serviço

O QUÊ: Fronteiras do Pensamento São Paulo 2012

QUANDO: 23 de abril a 30 de outubro - oito conferências

ONDE: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16 - Luz)

INGRESSOS: venda do Passaporte integral para as oito conferências

Platéia elevada: R$ 1.960,00

Platéia central: R$ 2.240,00

DESCONTO: 50% para assinantes Folha de S.Paulo, assinantes Revista Piauí, alunos da Casa do Saber, assinantes e associados OSESP, estudantes, professores e terceira idade.

O pagamento pode ser parcelado em até 5x sem juros nos cartões de crédito.

Os ingressos não serão vendidos individualmente.

ONDE COMPRAR: Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br ou 4003.1212 – Sem taxa de conveniência) e nas seis lojas da Livraria da Vila em São Paulo. Clientes do programa Seu jeito de ler, da Livraria da Vila, tem 50% de desconto no passaporte adquirido exclusivamente nas lojas da livraria.

Mais informações no sitewww.fronteiras.com ou pelo telefone (11) 4007.1200.

Informações para imprensa

Fronteiras do Pensamento

Ana Paula Tósca

Telefone:  (11) 9442.4645

imprensasp@fronteirasdopensamento.com.br

CPFL Cultura

Maria Claudia Miguel (Cacau)

Telefone: (19)7808-3547// ID 89*2243

cacaumiguel@yahoo.com.br

Tags: