Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

 Perguntas e Respostas

Consumo de Bebidas Alcoólicas na CPFL

 

Vou reunir os amigos do trabalho e fazer um churrasco na EA, após o expediente. Podemos servir cerveja, uma vez que nós compramos as bebidas?

Não, pois desde o dia 08 de junho de 2015 está vedado o consumo de bebidas alcoólicas nas dependências da empresa. Essa medida foi uma recomendação do Comitê de Ética que se tornou decisão de Diretoria da CPFL. Portanto, não é mais permitido o consumo de nenhuma bebida alcoólica nas instalações da CPFL.

Em festas de confraternização organizadas por colaboradores, sem patrocínio da empresa, e realizadas fora do ambiente de trabalho, eu posso consumir bebida alcoólica?

​Sim. Mas lembre-se de que existe uma legislação federal, a chamada “Lei Seca” (Lei nº. 11.705 – de 19/06/2008), que restringe o consumo de bebida alcoólica para condutor de veículos automotores; ela é um dispositivo legal que visa proteger a saúde e a segurança dos cidadãos.

Sou um colaborador que utilizo o estacionamento interno da empresa. Ao final de meu expediente, fui a um happy hour com os amigos em local próximo. Após o happy hour voltei ao estacionamento para buscar meu carro. Eu posso fazer isso?

​A nova orientação da CPFL não prevê essa situação. Mas se no happy hour você consumiu bebida alcoólica, deverá estar atento a sua segurança para conduzir veículos, além de estar sujeito às penalidades previstas na “Lei Seca” (Lei nº. 11.705 – de 19/06/2008).

Vou fazer um churrasco na empresa para os amigos de minha gerência. Posso servir cerveja sem álcool?

​Pode, pois não se trata de bebida alcoólica. Mas procure deixar claro, aos que estão fora do churrasco, de que se trata de cerveja sem álcool, para não gerar mal-entendidos.

As celebrações internas tendem a acabar devido a essa medida?

​É claro que não. Há muitas outras grandes empresas em que o consumo de bebidas alcoólicas não é permitido em suas dependências, e isso nunca impediu a realização de festas e confraternizações, nem diminuiu a alegria nesses eventos. A CPFL valoriza a integração, a convivência social e o cultivo da amizade entre os colaboradores.

Pode-se servir ou consumir bebida alcoólica em eventos realizados no Café Filosófico, pelo Instituto CPFL?

​Sim. Os eventos promovidos pelo Instituto CPFL e sediados no Café Filosófico não estão sujeitos a vedação de consumo de bebidas alcoólicas, adotada pela CPFL.
A natureza das atividades do Instituto são predominantemente culturais e de entretenimento, voltadas majoritariamente ao público externo.
Este espaço tem por objetivo o incentivo à cultura e a reflexão sobre as mais variadas disciplinas e conhecimento do mundo, por meio de palestras, debates, performances artísticas e exposições.

 

​Responsabilidade dos Dirigentes e dos Colaboradores

 

Sei que meus superiores hierárquicos estão onde estão porque têm mais experiência e responsabilidade... Eles devem saber o que é certo e o que não é, e devemos confiar neles. Mas, que garantias eu tenho de que, ao recusar uma ordem superior, eu não serei punido?
Ter maiores responsabilidades não é garantia de perfeição na conduta. Todos os seres humanos estão sujeitos a erros. Este Código de Ética é um compromisso público da CPFL: todos os Colaboradores, de todas as posições na empresa, são igualmente protegidos por ele. A CPFL não tolerará transgressões a este Código por qualquer Colaborador, inclusive os gestores, e protegerá todos os que aderirem a estes princípios e compromissos.
(Valorização da Responsabilidade, Item 4.2. do Código de Ética)
Ouvi um gestor de uma empresa dizer: “o que diferencia uma liderança numa empresa é apenas a natureza técnica e profissional do seu trabalho. No plano das condutas éticas todos somos iguais e temos iguais responsabilidades”. Está certo isso?
Em parte. Todos somos igualmente obrigados à conduta ética. Mas uma liderança profissional tem um diferencial de responsabilidade: o poder exemplar de sua posição. O exemplo é uma força educativa e de regulação das condutas em todos os campos da vida social. Quanto maior a posição hierárquica de um profissional numa empresa, maior é sua responsabilidade moral e ética.



Governança Corporativa

 

Por que não basta manter o equilíbrio da qualidade assim que ele é alcançado?
Eticamente falando, tudo o que pode ser melhorado deve ser melhorado. O compromisso com a excelência é um compromisso ético com a melhoria crescente da qualidade da vida humana, pessoal e coletiva, em todos os aspectos. Este é o caminho saudável do desenvolvimento ambiental, econômico, social, político, cultural. Sustentabilidade não significa estagnação, pois tudo o que estagna deteriora. A ação humana de excelência é a ação sustentável que implica a melhoria crescente da qualidade.
Por que devo colaborar para o aumento crescente da competitividade? A atitude ética não seria exatamente a contrária, de evitar o crescimento desmedido dos lucros? Qual o fundamento ético da agregação crescente de valor?
Nem toda competição é anti-ética: apenas aquela que procura ser destrutiva para os concorrentes. Por outro lado, desenvolver talentos e gerar valor de modo sustentável é uma tarefa ética. Quando todos realizam maximamente seus talentos todos podem se beneficiar. Não há limite para a melhoria na qualidade de tudo o que se faz, mas todos devem poder se beneficiar disso.
Alguém insinuou que eu poderia colocar num Relatório umas informações que não correspondem exatamente aos fatos, para não prejudicar a empresa... O que devo fazer?
Nenhuma falsificação de informações se justifica. Falsificar dados é ilegal, e isso, em vez de ajudar, ainda pode prejudicar a empresa e você mesmo.



​Segurança das Informações​

 

O dever de transparência não é contraditório com o direito de sigilo, e vice-versa?
O dever de transparência das informações da empresa para o público se equilibra com os direitos de segurança (sigilo) das informações, que a empresa tem. Os colaboradores têm obrigação ética de respeitar a classificação das informações e de zelar para que outros também o façam.
Dois problemas podem ocorrer nesse ponto: 1) o descuido quanto à segurança das informações, que pode favorecer sem querer a terceiros e prejudicar a empresa; 2) o conflito de interesses propriamente dito: usar o acesso a informações reservadas ou sigilosas da empresa para tirar proveito pessoal. Nos dois casos, trata-se de uma deslealdade, que caracteriza transgressão ética.
Se eu souber que alguma informação divulgada pela CPFL não é correta nem completa, o que devo fazer?
Procure seu Líder, Gerente ou Diretor e apresente-lhe a situação. Se tiver havido apenas equívoco técnico, será corrigido; se tiver havido quebra de ética, o fato será devidamente apurado e as medidas adequadas serão tomadas. Ao mesmo tempo, você deve se reportar à Ouvidoria, utilizando-se dos canais de acesso.


Conflitos de Interesse

 

Eu posso, no meu bairro e na minha comunidade, onde sou conhecido como colaborador da CPFL, trabalhar pela eleição de um candidato de qualquer partido?
Exatamente. Só não pode fazer isso enquanto estiver usando o uniforme da CPFL ou um veículo da empresa. Como um cidadão igual a qualquer outro, vVocê tem a liberdade de promover qualquer projeto político.
Eu reconheço que furtar bens materiais da empresa seja uma transgressão ética e até uma ilegalidade. Mas eu não prejudico a empresa nem ninguém quando, vez ou outra, no meu horário de almoço, navego na internet para me distrair um pouco... Por que isso não é aceito?
Não há furto apenas de bens materiais, mas também de bens intangíveis, como o tempo, os conhecimentos, o respeito e confiabilidade no bom nome da empresa. Pequeno ou grande furto: ambos são furtos. Pequena ou grande irregularidade: ambas são irregularidades. Deve-se agir sempre com correção. Os equipamentos da empresa são para uso exclusivo em função do trabalho.
Se estou usando um veículo da empresa e passo defronte o supermercado, não posso dar uma paradinha para comprar umas coisas para minha casa, com meu dinheiro, nem que seja só por cinco minutos?
O uso do tempo, dos equipamentos e dos conhecimentos da empresa deve ser feito exclusivamente para atividades de interesse da empresa. Todos os recursos da empresas são disponibilizados exclusivamente para atender a seu propósito funcional. Pequeno ou grande uso indevido: ambos são indevidos.
Não seria injusto impedir um cidadão de comprar ou vender ações só pelo fato de ter acesso antecipado a informações que logo serão trazidas a público? A empresa não será prejudicada na transação...  por que não se pode fazer isso?
Todo e qualquer cidadão tem o direito de disputar, em iguais condições com todos, o mercado de ações. Por isso é uma ilusão dizer que a empresa não será prejudicada nesse caso: qualquer cidadão poderá declarar-se prejudicado nessas condições e acusar a empresa de promover vantagens indevidas para alguns de seus colaboradores, o que prejudicaria gravemente a confiabilidade da empresa. Usar informações reservadas, antecipadamente, para levar vantagem na compra ou venda de ações, é como queimar a largada numa corrida... É desonesto com relação aos demais vendedores e compradores.
Sei que nas empresas do Grupo CPFL não se pode misturar o relacionamento afetivo ou familiar com o profissional, isto é, que nenhum profissional pode se reportar a um parente, mesmo que indiretamente. Isso significa que eu não posso sequer iniciar um relacionamento afetivo com alguém em condições de subordinação profissional?
Iniciar pode. Mas tão logo haja indícios de que o relacionamento tende a se manter e se tornar público os dois devem tomar a iniciativa de expor a situação a seus respectivos superiores, para que sejam tomadas as medidas cabíveis no sentido de se evitar que haja nem mesmo aparência de conflito de interesses.
O Código de Ética da CPFL afirma que o Colaborador pode realizar algum trabalho profissional fora da CPFL contanto que isso “não gere prejuízo ao seu desempenho profissional”. O que significa isso, exatamente?
Significa não exaurir a sua energia de trabalho na atividade externa, que deve permanecer secundária e excepcional (complementar para o Colaborador). Trabalhar excessivamente na outra atividade, não descansar suficientemente e, em conseqüência, não conseguir trabalhar adequadamente na CPFL caracteriza conflito de interesse e transgressão ao Código de Ética.
Dá para fazer bons negócios sendo sempre ético?
O bom negócio é aquele que é bom para todas as partes implicadas. Uma das condições para isso é que os interesses legítimos e os direitos de todos sejam realizados de modo equilibrado, leal, justo, eqüitativo, legal, honesto, sem qualquer vantagem indevida para qualquer parte. O principal interesse da empresa é a perenidade em seus negócios e ela sabe que a principal condição para isso é a preservação de sua confiabilidade.  Realizar negócios confiáveis é realizar negócios sustentáveis. A ética é uma das condições de sustentabilidade. Todos os colaboradores têm o dever profissional de cuidar da preservação e desenvolvimento da confiabilidade da empresa em todas as etapas de seu negócio.
O que é exatamente um conflito de interesse?
Há conflito de interesse quando alguém obtém uma vantagem indevida, direta ou indireta, utilizando-se de algum poder dentro da empresa. O interesse da empresa (seu direito) é que todos os seus recursos sejam empregados para os fins legítimos e legais a que ela se propõe. O interesse do colaborador (seu dever) é realizar seu trabalho de modo adequado para receber sua devida remuneração e isso implica em fazer com que os recursos da empresa sejam empregados exclusivamente de acordo com seu propósito. Tirar proveito pessoal indevido desses processos é uma transgressão ética. Conflito de interesse também é entrar em concorrência desleal com a empresa, por exemplo, realizando serviços que são próprios da empresa e cobrando por fora, por eles.
Observe-se que não apenas o conflito de interesse real é condenável, mas também o aparente: pois todo conflito afeta a imagem da empresa e isso nem sempre pode ser corrigido. O público externo deve ter todas as evidências de que todos os procedimentos da empresa visam exclusivamente aos seus objetivos legítimos e legais.



​Corrupção e Favorecimento

  

Um cliente mandou entregar na minha casa, para minha surpresa, uma cesta de Natal. Eu não pedi nem insinuei nada. O que devo fazer?
A política de relacionamento das empresas (tanto da parte da CPFL quanto da parte das empresas de seus fornecedores e grandes clientes) sempre caminha numa fronteira, onde é difícil distinguir entre o que é inteiramente gratuito e o que geraria obrigações. Converse com seu Líder, Gerente ou Diretor e decidam em comum o que fazer nesse caso. Uma boa solução seria repartir a cesta com os demais colegas do setor e enviar um cartão de agradecimento ao cliente, esclarecendo o que foi feito com a cesta e qual é a política da CPFL a esse respeito.
Eu sou eletricista e, às vezes, um cliente, quando é bem atendido, dá um agrado pra gente. Qual a diferença entre uma propina e uma gorjeta? Receber gorjeta é corrupção?
Depende. Se for uma gorjeta inteiramente gratuita, sem qualquer exigência de contrapartida, tudo bem. Mas se você tiver condicionado a realização do serviço ao recebimento da gorjeta, isso se chama corrupção. Mesmo que se trate apenas da diferença entre “fazer o serviço” (sem gorjeta) e “fazer o serviço bem feito” (com gorjeta). Todo serviço tem que ser bem feito, sempre, incondicionalmente. Para isso se é remunerado na empresa. Não se pode nem mesmo insinuar um recebimento de gorjeta. Uma pequena corrupção ou uma grande corrupção são iguais na sua natureza: ambas são corrupção.



Preconceito, Discriminação e Assédio​

Em nosso setor não temos nenhum colega, pelo que saibamos, que tenha orientação homossexual. Por isso, às vezes rolam piadinhas sobre homossexuais e ninguém se sente ofendido. Tem algum problema ético em se divertir com essas piadinhas?
Há muitas pessoas que têm orientação homossexual e são discretas nessa conduta. Ademais, há muitos outros temas engraçados sobre os quais se podem fazer piadas e se divertir, sem se cultivarem preconceitos. Toda pessoa, mesmo ausente, é digna de respeito em seu ser e em seu modo de viver.
A gente percebe que a empresa está crescendo e se expandindo. Mas isso está gerando um clima de trabalho muito pesado, com metas cada vez mais altas; alguns de nós não estão suportando a pressão. O que fazer numa situação dessas?
A CPFL tem em sua Missão e Princípios uma idéia central que é a da excelência e superação constante de limitações. Mas um dos princípios também é o da qualidade de vida e segurança. Se vocês acham que o clima de trabalho está sob pressão excessiva, conversem com seu líder e gerente para encontrarem o equilíbrio nas metas.
(Item 4.10 do Código de Ética)
Temos a impressão de que um colega esteja sob fortes exigências no trabalho apenas por ser negro. Ao mesmo tempo ele tem atividades políticas e sindicais e nós achamos que ele é discriminado por isso. De vez em quando a gente ouve umas piadinhas sobre ele. O que devemos fazer?
O preconceito e a discriminação estão ficando cada vez mais sutis, porque todo mundo já sabe que não são mais toleráveis como há 50 anos atrás. Sempre que um clima como esse acontecer no trabalho o melhor é as pessoas conversarem abertamente sobre o que está acontecendo. Conversar entre si e com o chefe imediato.

  


​Valorização da Vida, Desenvolvimento, Saúde e Diversidade

Temos um colega no setor que, vez ou outra, chega um pouco alterado ao trabalho. Sabemos que quando ele está com amigos, bebe além do limite, embora não chegue a dar escândalos. Mas essa é uma situação que parece estar se agravando a cada dia. O que devemos fazer?
Vocês devem conversar logo com seu Líder ou Gerente. Na CPFL há profissionais preparados para lidar com situações como essa e para ajudar esse colega a resolver seus problemas pessoais sem recurso à bebida.
Pelo que eu saiba, a CPFL já cumpre as exigências legais quanto à inclusão no trabalho de portadores de necessidades especiais, assim como quanto às políticas de valorização da diversidade cultural. Mas será que essas políticas de inclusão não trazem um ônus às empresas, uma vez que as pessoas portadoras de necessidades especiais têm mais limitações à produtividade no trabalho?
Essa idéia de limitações à produtividade é equivocada e preconceituosa. Uma empresa tem diversos postos de trabalho, com características distintas, compatíveis com as diversas condições físicas, mentais e psíquicas de todos: há lugar para todos os capacitados para o trabalho. Ademais, é muito comum que pessoas com necessidades especiais se distingam exatamente por sua alta produtividade naquilo que fazem. Por isso, o interesse da empresa pode combinar eticamente com o direito de todos ao trabalho.

  


​Liberdade Sindical

Que garantias temos de que a empresa não discrimina os colaboradores sindicalizados atuantes?
O cotidiano da empresa já demonstra isso, todas essas ações são públicas e notórias. Há, inclusive, um representante dos empregados participando como membro nato do Comitê de Ética.  No limite, se alguém se sente discriminado nesse ponto, deve utilizar os canais de acesso para apresentar sua situação e preocupação.

 

 

Sustentabilidade Ambiental, Social e Cultural

Sinceramente, não entendo porque essa coisa de voluntariado. Empresa é lugar de trabalho e não de caridade. Acho que cada cidadão deve cumprir seus deveres integralmente, pagar seus impostos etc. O Governo é que deve cuidar dos pobres, desempregados, etc.
Procure o setor responsável pelo voluntariado, na CPFL. Você será esclarecido sobre porque o voluntariado é uma ação social indispensável, no mundo atual. Converse com quem já atua como voluntário. Sobretudo, experimente fazer alguma ação de voluntariado. Você verá como seu sentimento de cidadania vai mudar.
Acho importante esse compromisso da empresa com a sustentabilidade. Mas nem sempre somos nós a dar o primeiro exemplo, dentro da própria empresa. Temos muito desperdício de energia ainda, internamente.
​Você deve conversar imediatamente com seus colegas e o grupo deve conversar com seu Líder ou Gerente. Há normais internas para o controle do consumo de energia e a empresa deve ser, sim, a primeira a dar o exemplo nesse ponto. O que puder ser aprimorado nesse ponto, é um dever ético aprimorar.

 


Gestão e Desenvolvimento da Ética na CPFL: Compromisso de Todos

Por que eu deveria ter responsabilidades de disseminar a ética na empresa? Isso não é um dever dos gestores? (Item 4.22 do Código de Ética)
Os gestores têm suas responsabilidades específicas, inclusive a de dar o exemplo. Mas o respeito, o desenvolvimento e a disseminação da ética é uma obrigação ética inerente de todo cidadão e, portanto, de todo Colaborador. É inerente à ética disseminar-se e desenvolver-se e todos são responsáveis por isso.
Posso dirigir-me ao Comitê de Ética para pedir esclarecimentos sobre alguns itens do Código de Ética que não entendo bem? A confidencialidade de minha pergunta será garantida?
Você pode, a qualquer tempo, dirigir-se ao Comitê de Ética para fazer qualquer tipo de manifestação: esclarecer dúvida, fazer sugestão, apresentar preocupação, registrar denúncia. O Canal de Acesso é o Canal de Conduta Ética: Telefone 0800 77 02050; E-mail etica@cpfl.com.br; Caixa Postal 1408. A Ouvidoria é a instância que recebe e encaminha todas essas manifestações. Todas a demandas são tratadas com total confidencialidade.
O que acontece se alguém descumpre algum princípio ético ou compromisso de conduta ética da CPFL expresso nesse Código? Este Código tem força de Lei?
Não. Um Código de Ética não é o mesmo que uma Lei. Mas você pode observar que muitos dos compromissos firmados aqui são correspondentes a condutas já legisladas. Por isso há transgressões a itens deste Código que correspondem a transgressões legais e serão tratadas como tais. Há outras transgressões que poderão ser mais leves. Nenhuma transgressão deverá passar despercebida. A CPFL está mais interessada em que o Colaborador aprenda a cultivar condutas adequadas do que em puni-lo.   

OBS.: Cada um dos Colaboradores da CPFL recebeu pessoalmente um exemplar impresso do Código de Ética e de Conduta Empresarial da CPFL Energia e foi solicitado a assinar um Termo de Compromisso nesse recebimento.
Se alguém souber que alguma informação constante dos Relatórios e Balanços da CPFL não for procedente, o que deverá fazer?
Deve-se procurar a Auditoria por meio de: telefone 0800 77 38422; e.mail denuncia@cpfl.com.br; correspondências para a Caixa Postal 7009, CEP 13076-970. As informações serão analisadas pelo Conselho Fiscal. Haverá total sigilo e confidencialidade.
Por que eu deveria ter responsabilidades de disseminar a ética na empresa? Isso não é um dever dos gestores?
Os gestores têm suas responsabilidades específicas, inclusive a de dar o exemplo. Mas o respeito, o desenvolvimento e a disseminação da ética é uma obrigação ética inerente de todo cidadão e, portanto, de todo Colaborador. É inerente à ética disseminar-se e desenvolver-se e todos são responsáveis por isso.

  


Brindes e Presentes

Se o cliente sugere me encaminhar um presente e solicita meu endereço, como devo proceder? Para não ter uma situação constrangedora, informo o endereço da empresa ou sou objetiva e informo que conforme o Código de Ética não posso aceitar presentes?
Se um Cliente insinua ou propõe diretamente encaminhar-lhe um presente como contrapartida a qualquer tipo de serviço técnico-profissional que você tenha lhe prestado na condição de Colaborador(a) da CPFL, sua resposta mais adequada será esclarecer a esse Cliente que a presteza e qualidade do seu serviço realizado são apenas o padrão da CPFL, que Você apenas realizou o seu trabalho devido como Colaborador (a) da CPFL, que Você fica contente com o reconhecimento do bom serviço realizado, mas que esse mesmo padrão de atendimento da CPFL implica não aceitar qualquer brinde ou presente como contrapartida a serviços prestados, tal como prescrito no Código de Ética e de Conduta Empresarial da CPFL, especialmente no item 4.15.