Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

 Nossa Atuação

O Grupo CPFL está desenvolvendo, em suas distribuidoras, projetos de automação de subestações e também de dispositivos de chaveamentos telecomandados, associados ao conceito de redes inteligentes. O objetivo desses projetos é permitir a realização de operações remotas nos sistemas de distribuição da companhia, que possibilitem, por exemplo, reconfigurações automáticas do fornecimento sem implicar no deslocamento de equipes, promovendo assim um atendimento mais rápido no restabelecimento da energia.

As iniciativas do Grupo CPFL estão se desenvolvendo de forma a abranger três diferentes frentes: operação, mobilidade e telemedição. Na frente da mobilidade, o grupo está introduzindo sistema de gerenciamento da força de trabalho que permite que as ordens de serviços sejam emitidas por meio eletrônico, de forma a encontrar as equipes melhor posicionadas para a realização de serviços na rede. Essa tecnologia deverá ampliar substancialmente a produtividade das equipes, com ganhos visíveis para os consumidores.

Na ponta da operação, o Grupo CPFL está desenvolvendo projetos visando à padronização de sistemas adotados pelas suas distribuidoras que permitem a automação de serviços, como o desligamento e religamento da energia elétrica. Esses sistemas irão operar em sintonia com os sistemas de mobilidade, ampliando efetivamente a eficiência do atendimento a ocorrências pela companhia, bem como permitindo manobras mais rápidas e eficazes visando o restabelecimento do fornecimento.

Outra frente é a da Telemedição, com a adoção de sistemas que permitem a coleta remota de informações relacionadas ao consumo de energia dos clientes da distribuição. A CPFL Energia já iniciou a implantação de medidores inteligentes em clientes do chamado Grupo A (grandes clientes que recebem energia em alta tensão como Shoppings Centers e Indústrias, por exemplo), assim como finalizou a construção de uma rede de telecomunicações por radiofrequência chamada RF Mesh composta por concentradores de dados (Pontos de Acesso ou Access Points), repetidores de RF (Relays) e cartões de interface de rede (Network Interface Card –NIC) instalados nos medidores e tem planos para que no futuro, todos os seus clientes possam usufruir desta praticidade no consumo de energia.

A principal característica da tecnologia RF Mesh, que a torna adequada a aplicações de Smart Grid, é a capacidade dos vários elementos da rede se comunicarem entre si, possibilitando a formação de rotas alternativas em caso de falha de um dispositivo, garantindo a continuidade das comunicações.