Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
SharePoint

A importância da educação para a eficiência energética

Luiz Carlos Lopes Jr. - Gerente de Eficiência Energética da CPFL Energia

Quando nos referimos à eficiência energética, logo nos remetemos à relação entre a quantidade de energia empregada em uma atividade e aquela disponibilizada para sua realização. No entanto, para alcançarmos esta realidade, que implica na mudança de comportamento individual e coletivo de uma sociedade, a compreensão dos conceitos que permeiam este assunto precisa ser difundida. Para isso a educação tem um papel fundamental na formação de cidadãos comprometidos com uma vida de melhor qualidade. E, consequentemente, todos os assuntos que implicam para uma sociedade sustentável precisam ser tratados nos bancos escolares. 

Na educação básica estamos disseminando saberes que são absorvidos por crianças e jovens que estão em plena formação de caráter. Trazer a tona o assunto eficiência energética no desenvolvimento desses cidadãos requer habilidade, criatividade e conhecimento por parte dos educadores. Sendo assim, antes de educarmos nossos alunos, precisamos dedicar nossos esforços na formação dos professores. Para buscar as ferramentas que qualificam os trabalhos desses educadores e estimular as ações socioambientais no ensino, outros segmentos da sociedade devem se articular em benefício de todos. 

No modelo de educação multidisciplinar em que estamos inseridos, o combate do desperdício de energia elétrica normalmente está atrelado ao ensino de ciências, biologia e física. No entanto, é no processo educativo transdisciplinar que a abordagem das informações sobre uso consciente da energia elétrica e conservação de recursos naturais torna-se didática, atrativa, e lúdica para os educandos. É o aprender fazendo, observando e interagindo. No olhar da educação, a eficiência energética ganha aplicação no momento em que os alunos compreendem que são as suas atitudes cotidianas que impactam diretamente no consumo da energia e consequentemente no uso dos recursos naturais.

As iniciativas de programas de eficiência energética aplicadas pelas distribuidoras de energia apontam para esta direção.  O sucesso de uma iniciativa educacional na área de eficiência energética pode ser alcançado pela combinação entre a capacitação de educadores, que multiplicarão conceitos e valores, e a possibilidade de se testar os o aprendizado na prática, por meio de equipamentos e estruturas disponibilizados por estas empresas, e que ilustram, de maneira lúdica, o que foi tratado nas salas de aula. 

   Desta maneira, além de aprender, o aluno aplica o aprendizado a sua realidade. Assim, as crianças também se tornam multiplicadores da informação em suas próprias casas, mudando a cultura da família. 

É preciso organizar os elementos que compõem o efetivo aprendizado para as diferentes faixas etárias da educação, proteger o ambiente e utilizar os recursos – como o da energia elétrica - de forma racional. Os mesmos esforços aplicados em encontrar novas fontes de energia devem ser empregados na melhor utilização dos recursos gerados hoje. Essa é a parte do compromisso da sociedade civil na busca por garantir o crescimento sustentável. É por esse motivo que apostamos na importância da educação para a promoção do uso de energia com mais eficiência.