PÁGINA INICIAL
CONHEÇA A RGE
SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL
NOTÍCIAS
PRÊMIOS E RECONHECIMENTOS
FALE CONOSCO
CADASTRE-SE
IMPACTOS AMBIENTAIS DO SETOR ELÉTRICO
   Principais Impactos
   Ações para Redução dos Impactos
PROJETOS DE REPOSIÇÃO FLORESTAL
   Arborização Urbana
   Reflorestamento Convencional
   Campanha de Repovoamento da Araucária
   Campanha Plante Árvores Nobres
OUTRAS INICIATIVAS
   Arboreto Alto Uruguai
   Manual de Arborização Urbana
   Gerenciamento de Resíduos



Notícias

Uso de rede compacta minimiza impacto ambiental

Durante o mês de maio, a RGE concluiu uma importante obra de expansão e melhoria em rede de distribuição de energia, no município de Cachoeirinha. Na oportunidade, a implantação de rede compacta possibilitou a minimização de impactos ambientais, pois propiciou a execução da obra com pequena necessidade de podas nas árvores nativas existentes.

De acordo com o projeto da obra, as redes compactas foram instaladas apenas nos trechos que possuem árvores nativas que se destacam na paisagem. Apesar do uso de redes compactas possibilitar a diminuição do impacto ambiental, eventualmente há necessidade de realização de podas, ou até mesmo, o corte de algumas árvores. No caso da obra de Cachoeirinha, a fim de garantir a execução da obra e a segurança operacional da rede, foi necessário podar onze árvores nativas e abater sete árvores da espécie Eucalyptus.

Para as intervenções na vegetação foi obtida licença junto à Prefeitura Municipal. Como compensação ambiental a RGE doou 21 mudas de árvores nativas para o Horto Municipal, todas com porte mínimo de 1,5 metros de altura e apropriadas para uso em projetos de arborização urbana.



Saiba mais sobre as redes compactas:

Rede compacta protegida é um sistema de distribuição de energia elétrica aéreo, composto por três condutores encapados por polímero plástico, separados por espaçadores compostos de material isolante. Diferente das redes convencionais, que são compostas por cabos desprotegidos e onde os mesmos ficam dispostos lado a lado horizontalmente, nas redes compactas a disposição dos cabos se dá de forma triangular, de acordo com a dimensão e forma do separador.

Esse formato permite maior proximidade entre os cabos, uma vez que a presença do separador impede que os mesmos se toquem, evitando assim a geração de riscos à operação da rede. O fato de os cabos estarem protegidos também oportuniza diminuição no afastamento em relação aos galhos das árvores, o que minimiza os impactos causados pelas podas. Enquanto que na rede convencional o afastamento mínimo dos galhos em relação aos cabos deve ser de dois metros, nas redes compactas podem permanecer galhos a até um metro de distância em relação aos cabos, sem oferecer riscos ao sistema.


Voltar ao índice



 
Rio Grande Energia - Uma empresa do Grupo CPFL Energia  © CPFL Energia 2010. Todos os direitos reservados.